PUBLICIDADE
Esportes

Semifinais europeias têm histórico positivo para Inglaterra e soberania italiana

A Copa do Mundo da Rússia chega às semifinais apenas com seleções da Europa disputando o título. Um Mundial com quatro europeus lutando por um lugar na final não é algo comum, tendo acontecido apenas quatro vezes antes de 2018. O histórico das semifinais europeias na Copa traz boa lembrança e dá esperanças aos ingleses, [?]

17:45 | 09/07/2018

A Copa do Mundo da Rússia chega às semifinais apenas com seleções da Europa disputando o título. Um Mundial com quatro europeus lutando por um lugar na final não é algo comum, tendo acontecido apenas quatro vezes antes de 2018. O histórico das semifinais europeias na Copa traz boa lembrança e dá esperanças aos ingleses, além de revelar uma hegemonia italiana.

Prestes a acontecer pela quinta vez na história das Copas, as semifinais com seleções da Europa coroaram até aqui apenas duas nações. A Itália tem um aproveitamento incrível quando o feito acontece, sendo campeã nas três oportunidades em que chegou entre os quatro melhores do torneio. Já a outra seleção a conquistar o título com semifinalistas exclusivamente europeus foi a Inglaterra, que tem a chance de repetir o feito na Rússia.

A primeira vez que a Copa viu quatro europeus nas semis foi em 1934, na segunda edição da competição. A Itália sediou o Mundial e enfrentou a Tchecoslovaquia na final. Antes, a anfitriã superou a Áustria e os tchecoslovacos duelaram com a Alemanha para chegar à decisão. Após conquistar o bicampeonato em 38, a Itália voltou à uma final de Copa em 82, depois de mais dois jogos entre europeus nas semis. Dessa vez, na Espanha, a Azurra foi campeã em cima da Alemanha. Para disputar o título, os italianos venceram a Polônia e os alemães superaram a França.

Na mais recente edição em que apenas a Europa foi representada nas semifinais de uma Copa do Mundo, em 2006, na Alemanha, a Itália conquistou o tetracampeonato em uma final emocionante contra a França de Zidane. Antes, os campeões de 98 venceram Portugal, enquanto os italianos passaram pelos anfitriões.

A Inglaterra foi a única seleção capaz de repetir o feito da Itália, em casa, na Copa de 66. Para sorte dos ingleses, a Azurra não chegou às semis nesse ano e o English Team pôde erguer a taça com a vitória na final diante da Alemanha. A União Soviética ficou pelo caminho, ao enfrentar os alemães e Portugal caiu para os anfitriões.

Em 2018 os ingleses têm a oportunidade de igualar o feito do time de 66. Mas para isso, precisam passar pela Croácia na quarta-feira e bater Bélgica ou França na final. Já os franceses tentam voltar à final após 2006, só que, dessa vez, deixando a Copa com a taça na mão.

 

Gazeta Esportiva

TAGS