PUBLICIDADE
Esportes

Relembre o único confronto entre Brasil e Bélgica em Copas

Nesta sexta-feira, o Brasil irá enfrentar a Bélgica pelas quartas de final da Copa do Mundo de 2018. Além da dificuldade do jogo, por serem seleções candidatas ao título mundial, o confronto terá mais um obstáculo, já que os dois times se enfrentaram apenas uma vez na história da competição, nas oitavas de final da [?]

17:15 | 02/07/2018

Nesta sexta-feira, o Brasil irá enfrentar a Bélgica pelas quartas de final da Copa do Mundo de 2018. Além da dificuldade do jogo, por serem seleções candidatas ao título mundial, o confronto terá mais um obstáculo, já que os dois times se enfrentaram apenas uma vez na história da competição, nas oitavas de final da edição de 2002, curiosamente, quando Luiz Felipe Scolari e seus comandados conquistaram o pentacampeonato para o país.

Apesar do Brasil ter vencido por 2 a 0, muitos torcedores e jornalistas que acompanharam aquele Mundial destacam o confronto diante da Bélgica como o mais difícil para os brasileiros durante a campanha do título.

Depois de uma fase de grupos em que não teve muitos problemas, com três vitórias e nenhum ponto perdido, o Brasil encarou o forte e organizado time da Bélgica. O primeiro tempo foi marcado por muito equilíbrio, com as duas equipes tendo possibilidades de abrir o marcador. Ronaldo teve boa oportunidade aos 22 minutos, enquanto que Wilmots, minutos depois, tentou uma meia-bicicleta, mas mandou para fora do gol defendido por Marcos.

Ainda na primeira etapa da partida, uma decisão da arbitragem causou muita polêmica tanto em campo como fora das quatro linhas. Aos 35 minutos, novamente Wilmots marcou de cabeça a favor dos belgas após mais um cruzamento na área brasileira. No entanto, sem uma explicação coerente, o árbitro jamaicano deu falta do atacante no zagueiro Roque Júnior e anulou o gol, causando muita revolta nos jogadores da Bélgica.

No segundo tempo, o Brasil continuou com dificuldades para sair jogando, muito pela marcação alta dos belgas, que pressionavam e davam poucos espaços para os brasileiros. Durante 20 minutos, essa foi a dinâmica da partida que definira um dos oito times que jogaria as quartas de final.

Quando a Bélgica estava mais perto de fazer o primeiro gol, o Brasil conseguiu fazer 1 a 0 graças à individualidade e talento de Rivaldo. Com a vantagem, a equipe de Felipão mudou de postura e teve mais tranquilidade para fazer o segundo com Ronaldo, faltando quatro minutos para o fim, e fechar a conta a favor dos que seriam pentacampeões mundiais.

Gazeta Esportiva

TAGS