PUBLICIDADE
Esportes

Queda de favoritos não empolga Tite nas quartas: ?Está muito aberto?

Tite fez questão de manter a prudência após a Seleção Brasileira derrotar o México e assegurar presença nas quartas de final da Copa do Mundo. O técnico não quer ouvir falar em favoritismo absoluto, mesmo após as quedas das potências Alemanha, Argentina e Espanha. ?O nível que atingimos é de quartas de final. A equipe [?]

23:45 | 02/07/2018

Tite fez questão de manter a prudência após a Seleção Brasileira derrotar o México e assegurar presença nas quartas de final da Copa do Mundo. O técnico não quer ouvir falar em favoritismo absoluto, mesmo após as quedas das potências Alemanha, Argentina e Espanha.

?O nível que atingimos é de quartas de final. A equipe tem que se consolidar e crescer. Não me atenho a favoritismo ou a nomes. O time que vencemos hoje é o mesmo que venceu bem a Alemanha e a Coreia ? Coreia, que ganhou da Alemanha. Contra a Suécia, estava melhor até sofrer o gol?, comentou Tite.

O técnico tinha em mente a vitória por 2 a 0 sobre o México, que, no grupo F, surpreendeu a Alemanha com uma vitória por 1 a 0, superou também a Coreia do Sul por 2 a 1 e caiu por 3 a 0 diante da Suécia.

Com o México derrotado neste domingo, em Samara, o Brasil terá pela frente a Bélgica às 15 horas (de Brasília) de sexta-feira, em Kazan. O time europeu tem o melhor ataque do Mundial, com 12 gols marcados, e está com 100% de aproveitamento ? passou por Panamá (3 a 0), Tunísia (5 a 2), Inglaterra (1 a 0) e Japão (3 a 2).

?Todas as equipes têm alto nível, com uma pressão psicológica forte?, equiparou Tite, antes de citar uma das surpresas da Copa do Mundo. ?A Rússia jogou bem, controlando a Espanha, sem correr maiores perigos. Passou com méritos. Está muito aberto? respeitou.

Gazeta Esportiva

TAGS