PUBLICIDADE
Esportes

Eficiência e controle da posse de bola garantem a Croácia na semifinal

Foi no sufoco até o fim, mas a Croácia garantiu a última vaga na semifinal da Copa do Mundo. Na tarde deste sábado, os croatas empataram com a anfitriã Rússia em 1 a 1 no tempo regulamentar, depois em 2 a 2 na prorrogação e finalmente venceu por 4 a 3 nas penalidades máximas. Apesar da [?]

18:45 | 07/07/2018

Foi no sufoco até o fim, mas a Croácia garantiu a última vaga na semifinal da Copa do Mundo. Na tarde deste sábado, os croatas empataram com a anfitriã Rússia em 1 a 1 no tempo regulamentar, depois em 2 a 2 na prorrogação e finalmente venceu por 4 a 3 nas penalidades máximas. Apesar da igualdade, dentro de campo a Croácia foi dominante e teve a bola no pé durante 64% do tempo.

Um dos motivos que também explicam a maior posse por parte dos croatas foi a grande quantidade de bolas ?rifadas? pela Rússia. Foram 43 bolas afastadas, contra 27 dos adversários, que, com isso, puderam recuperar a bola e recomeçar as jogadas, com seu excelente e sólido meio-campo.

No ataque, porém, os russos bem que tentaram, mas pecaram nas finalizações. Com apenas 36% de posse de bola, a equipe da casa teve 13 tentativas de gol no total, das quais sete foram na direção da meta. Do outro lado, foram 17 chutes da Croácia, sendo apenas três no gol. No entanto, os croatas foram mais eficientes, balançando a rede duas vezes em três oportunidades, contra as mesmas duas vezes do russos, porém em sete oportunidades.

Em termos de passes, a Croácia também levou a melhor. Com 618 passes certos em 763, a equipe de Modric terminou o jogo com 81% de aproveitamento, contra 69% dos russos.

No quesito disciplinar, foram 43 faltas no total, sendo 25 delas cometidas pela Rússia e 18 pela Croácia. Além disso, o árbitro brasileiro Sandro Meira Ricci mostrou cinco cartões amarelos ao todo, quatro para equipe croata.

Na semifinal, a Croácia enfrentará a Inglaterra, que venceu a Suécia na manhã deste sábado. A partida será disputada a partir das 15h (de Brasília) da próxima quarta-feira, no Estádio Luzhniki, na capital Moscou. Quem perder dará adeus à Copa do Mundo da Rússia, enquanto que, quem ganhar, enfrentará o vencedor de França x Bélgica na grande decisão do torneio.

Gazeta Esportiva

TAGS