PUBLICIDADE
Esportes

Titular, Thiago Silva reencontra primeira adversária da Copa passada

Último jogador a se firmar como titular da Seleção Brasileira de Tite, o zagueiro Thiago Silva é um dos remanescentes da equipe que fracassou sob o comando de Luiz Felipe Scolari na Copa do Mundo passada. Neste domingo, no penúltimo teste para o Mundial da Rússia, em Liverpool, ele reencontrará a Croácia, primeira rival da [?]

17:30 | 02/06/2018

Último jogador a se firmar como titular da Seleção Brasileira de Tite, o zagueiro Thiago Silva é um dos remanescentes da equipe que fracassou sob o comando de Luiz Felipe Scolari na Copa do Mundo passada. Neste domingo, no penúltimo teste para o Mundial da Rússia, em Liverpool, ele reencontrará a Croácia, primeira rival da campanha de 2014.

Naquela partida disputada em 12 de junho, no estádio do Corinthians, Felipão utilizou outros dois jogadores que serão titulares neste fim de semana, o lateral esquerdo Marcelo e o volante Paulinho, e comemorou uma vitória por 3 a 1. O também meio-campista Fernandinho, o meia Willian e o atacante Neymar (autor de dois gols naquele dia) são os outros convocados de 2014 em quem Tite confiou em 2018.

Thiago Silva foi o último a ganhar espaço. Capitão da Seleção de Felipão, o zagueiro ficou marcado por não esconder as suas emoções no torneio que teve a vexatória e histórica derrota por 7 a 1 para a Alemanha nas semifinais. Tite, no entanto, fazia elogios rasgados ao atleta desde aqueles tempos.

Apesar de admirar Thiago Silva, o sucessor de Dunga inicialmente apostou no jovem Marquinhos, com quem havia trabalhado no Corinthians, como companheiro de zaga de Miranda, titular absoluto. A mudança no setor ocorreu pouco antes da convocação para a Copa do Mundo de 2014.

?Foi muito difícil, muito difícil, muito difícil?, comentou Tite, neste sábado, sobre o fato de ter preterido Marquinhos. ?Se você pegar o tempo de jogo de cada um comigo, verá que o Miranda tem de 1.100 a 1.200 minutos; o Marquinhos, quase 1.100; o Thiago, de 700 a 800. Os três são de altíssimo nível. O Thiago veio em um último momento e jogou muito, com o Marquinhos macucado, sem a sua performance normal?, argumentou.

De qualquer maneira, o técnico se preocupou em não desprestigiar Marquinhos. ?Dói o coração fazer essa escolha. Seria justo escalar qualquer um dos três, sendo que o Miranda não abriu brecha. O Marquinhos pode ter certeza do respeito pessoal e profissional que tenho por ele?, disse Tite.

Gazeta Esportiva

TAGS