PUBLICIDADE
Esportes

Tite garante que avançar às oitavas em 1º lugar do grupo não é prioridade

A Seleção Brasileira fez o seu dever de casa e saiu de campo com a importantíssima vitória sobre a Costa Rica nesta sexta-feira, em São Petersburgo, por 2 a 0. Agora com quatro pontos na tabela, o time do técnico Tite decidirá a primeira colocação do Grupo E com a Sérvia na última rodada, marcada [?]

17:15 | 22/06/2018

A Seleção Brasileira fez o seu dever de casa e saiu de campo com a importantíssima vitória sobre a Costa Rica nesta sexta-feira, em São Petersburgo, por 2 a 0. Agora com quatro pontos na tabela, o time do técnico Tite decidirá a primeira colocação do Grupo E com a Sérvia na última rodada, marcada para a próxima quarta, porém, o treinador assegura que avançar à frente do último rival de sua chave não é a prioridade.

Nesta sexta-feira, a Sérvia enfrentou a Suíça e não conseguiu se manter na ponta da tabela. Considerados mais fortes, os suíços foram além das expectativas contra o Brasil e, embora tenham tido algumas dificuldades diante de Matic e companhia, confirmaram o bom momento com a vitória de virada sobre os rivais do Leste Europeu. Mitrovic marcou para os sérvios, enquanto Xhaka e Shaqiri garantiram o triunfo da Suíça.

?A busca de ser primeiro [do grupo] não está em pauta. Vejo a equipe se consolidar e crescer. Às vezes, ela vai se construindo dentro da própria competição. Eu, enquanto técnico, tenho que observar para oportunizar esse crescimento da equipe. Em termos criativos e de construção, está devendo. Precisa ser um pouco mais equilibrada?, afirmou Tite.

Com quatro pontos, a Suíça terá de vencer a Costa Rica na última rodada por ao menos dois gols de diferença e torcer para o Brasil empatar com a Sérvia para terminar a primeira fase na primeira colocação. Para encerrar as disputas do Grupo E em primeiro,o Brasil terá de manter seu saldo de gols superior aos suíços com uma vitória, caso eles também vençam.

Se o Brasil terminar a última rodada na segunda colocação do grupo, o time não avançará ao mata-mata da Copa do Mundo na liderança de sua chave pela primeira vez desde 1978. No Mundial da Argentina, a Seleção se classificou atrás da Áustria no Grupo 3, que também contava com Espanha e Suécia.

Gazeta Esportiva

TAGS