PUBLICIDADE
Esportes

Números mostram equilíbrio em vitória da Sérvia decidida na bola parada

Na manhã deste domingo, a Sérvia saiu na frente no grupo E da Copa do Mundo, que também tem Brasil e Suíça, com vitória por 1 a 0 sobre a Costa Rica. A partida teve chances para as duas equipes e foi decidida na bola parada: uma falta cobrada com maestria por Kolarov que venceu [?]

11:30 | 17/06/2018

Na manhã deste domingo, a Sérvia saiu na frente no grupo E da Copa do Mundo, que também tem Brasil e Suíça, com vitória por 1 a 0 sobre a Costa Rica. A partida teve chances para as duas equipes e foi decidida na bola parada: uma falta cobrada com maestria por Kolarov que venceu Keylor Navas. Os números da partida comprovam o equilíbrio visto em campo.

As equipes se equivaleram com a bola no pé. A posse de bola foi dividida igualmente, com 50% para cada lado, e o aproveitamento nos passes, 83%, foi o mesmo para as duas seleções. Quanto aos passes, a diferença é pequena: a Costa Rica trocou mais passes (355 passes certos) e priorizou toques curtos, enquanto a Sérvia apostou em bolas mais longas e trocou menos passes (322 passes certos).

No ataque, as seleções também tiveram desempenho semelhante. A Costa Rica finalizou três vezes na direção do gol de Stojkovic, três vezes para fora e teve quatro chutes bloqueados pela defesa. Já a Sérvia chutou três bolas na direção do gol de Keylor Navas, outras cinco para fora e teve dois chutes travados.

Na defesa, mais equilíbrio. A defesa costarriquenha roubou 38 bolas, bloqueou dois chutes e cometeu 18 faltas, enquanto a defesa sérvia, que se mostrou um triunfo da equipe, recuperou 42 bolas, travou quatro chutes e cometeu 15 faltas.

E foi justamente por causa de uma destas 18 faltas que a Costa Rica, apesar de equilibrar o jogo, saiu de campo com derrota. O lateral esquerdo Kolarov, que, junto com Ivanovic pela direita, foi importante na defesa, decidiu a partida com cobrança de falta indefensável para Keylor Navas. O gol decisivo e a performance defensiva fizeram de Kolarov o cara do jogo.

Gazeta Esportiva

TAGS
Números mostram equilíbrio em vitória da Sérvia decidida na bola paradaCopa do Mundo | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes

Números mostram equilíbrio em vitória da Sérvia decidida na bola parada

Na manhã deste domingo, a Sérvia saiu na frente no grupo E da Copa do Mundo, que também tem Brasil e Suíça, com vitória por 1 a 0 sobre a Costa Rica. A partida teve chances para as duas equipes e foi decidida na bola parada: uma falta cobrada com maestria por Kolarov que venceu [?]

11:30 | 17/06/2018

Na manhã deste domingo, a Sérvia saiu na frente no grupo E da Copa do Mundo, que também tem Brasil e Suíça, com vitória por 1 a 0 sobre a Costa Rica. A partida teve chances para as duas equipes e foi decidida na bola parada: uma falta cobrada com maestria por Kolarov que venceu Keylor Navas. Os números da partida comprovam o equilíbrio visto em campo.

As equipes se equivaleram com a bola no pé. A posse de bola foi dividida igualmente, com 50% para cada lado, e o aproveitamento nos passes, 83%, foi o mesmo para as duas seleções. Quanto aos passes, a diferença é pequena: a Costa Rica trocou mais passes (355 passes certos) e priorizou toques curtos, enquanto a Sérvia apostou em bolas mais longas e trocou menos passes (322 passes certos).

No ataque, as seleções também tiveram desempenho semelhante. A Costa Rica finalizou três vezes na direção do gol de Stojkovic, três vezes para fora e teve quatro chutes bloqueados pela defesa. Já a Sérvia chutou três bolas na direção do gol de Keylor Navas, outras cinco para fora e teve dois chutes travados.

Na defesa, mais equilíbrio. A defesa costarriquenha roubou 38 bolas, bloqueou dois chutes e cometeu 18 faltas, enquanto a defesa sérvia, que se mostrou um triunfo da equipe, recuperou 42 bolas, travou quatro chutes e cometeu 15 faltas.

E foi justamente por causa de uma destas 18 faltas que a Costa Rica, apesar de equilibrar o jogo, saiu de campo com derrota. O lateral esquerdo Kolarov, que, junto com Ivanovic pela direita, foi importante na defesa, decidiu a partida com cobrança de falta indefensável para Keylor Navas. O gol decisivo e a performance defensiva fizeram de Kolarov o cara do jogo.

Gazeta Esportiva

TAGS
Números mostram equilíbrio em vitória da Sérvia decidida na bola paradaCopa do Mundo | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes

Números mostram equilíbrio em vitória da Sérvia decidida na bola parada

Na manhã deste domingo, a Sérvia saiu na frente no grupo E da Copa do Mundo, que também tem Brasil e Suíça, com vitória por 1 a 0 sobre a Costa Rica. A partida teve chances para as duas equipes e foi decidida na bola parada: uma falta cobrada com maestria por Kolarov que venceu [?]

11:30 | 17/06/2018

Na manhã deste domingo, a Sérvia saiu na frente no grupo E da Copa do Mundo, que também tem Brasil e Suíça, com vitória por 1 a 0 sobre a Costa Rica. A partida teve chances para as duas equipes e foi decidida na bola parada: uma falta cobrada com maestria por Kolarov que venceu Keylor Navas. Os números da partida comprovam o equilíbrio visto em campo.

As equipes se equivaleram com a bola no pé. A posse de bola foi dividida igualmente, com 50% para cada lado, e o aproveitamento nos passes, 83%, foi o mesmo para as duas seleções. Quanto aos passes, a diferença é pequena: a Costa Rica trocou mais passes (355 passes certos) e priorizou toques curtos, enquanto a Sérvia apostou em bolas mais longas e trocou menos passes (322 passes certos).

No ataque, as seleções também tiveram desempenho semelhante. A Costa Rica finalizou três vezes na direção do gol de Stojkovic, três vezes para fora e teve quatro chutes bloqueados pela defesa. Já a Sérvia chutou três bolas na direção do gol de Keylor Navas, outras cinco para fora e teve dois chutes travados.

Na defesa, mais equilíbrio. A defesa costarriquenha roubou 38 bolas, bloqueou dois chutes e cometeu 18 faltas, enquanto a defesa sérvia, que se mostrou um triunfo da equipe, recuperou 42 bolas, travou quatro chutes e cometeu 15 faltas.

E foi justamente por causa de uma destas 18 faltas que a Costa Rica, apesar de equilibrar o jogo, saiu de campo com derrota. O lateral esquerdo Kolarov, que, junto com Ivanovic pela direita, foi importante na defesa, decidiu a partida com cobrança de falta indefensável para Keylor Navas. O gol decisivo e a performance defensiva fizeram de Kolarov o cara do jogo.

Gazeta Esportiva

TAGS