PUBLICIDADE
Esportes

Modric vê Seleção Brasileira atual ?muito mais forte? que a de 2014

Recém-campeão da Liga dos Campeões com o Real Madrid pela terceira vez consecutiva, Luka Modric será a principal estrela da Croácia no amistoso deste domingo, contra o Brasil, em Anfield. Em entrevista coletiva neste sábado, o capitão do conjunto croata comentou sobre o difícil adversário que terá pela frente e traçou um paralelo da Seleção [?]

18:00 | 02/06/2018

Recém-campeão da Liga dos Campeões com o Real Madrid pela terceira vez consecutiva, Luka Modric será a principal estrela da Croácia no amistoso deste domingo, contra o Brasil, em Anfield. Em entrevista coletiva neste sábado, o capitão do conjunto croata comentou sobre o difícil adversário que terá pela frente e traçou um paralelo da Seleção Brasileira de 2014 com a atual.

Croácia e Brasil fizeram o jogo de estreia da última Copa do Mundo. Na ocasião, os croatas saíram na frente em Itaquera graças a um gol contra de Marcelo, entretanto, os donos da casa não se abalaram e acabaram virando o jogo para 3 a 1, com direito a dois gols de Neymar e um de Oscar.

?Será um bom jogo, com duas seleções fortes. Lembro que em 2014 jogamos bem, mas cometemos alguns erros nos detalhes e acabamos derrotados. A seleção do Brasil é muito mais forte agora, mas nós também melhoramos?, disse Modric.

O camisa 10 do Real Madrid conhece bem a característica de alguns dos comandados do técnico Tite. Companheiro de Casemiro e Marcelo, Modric apontou o setor de meio-campo como o ponto forte do Brasil e alertou para os perigos que os atletas que atuam nessa posição podem levar à Croácia.

?A Seleção Brasileira é uma das favoritas na Rússia e obviamente que o meio de campo é um dos pontos fortes. Casemiro está em grande forma, Fernandinho também. Eles dão muita confiança para o resto do time?, prosseguiu Modric antes de falar sobre a amizade que possui com os brasileiros do Real Madrid.

?Casemiro e Marcelo são grandes amigos, especialmente Marcelo, nossas famílias são amigas também. Quando nós celebramos o título da Liga dos Campeões, disse que jogava como brasileiro, mas foi apenas uma piada de vestiário. Eles são grandes jogadores, grandes amigos, e será bom vê-lo novamente?, concluiu o craque da seleção croata, de maneira bem-humorada.

Gazeta Esportiva

TAGS