PUBLICIDADE
Esportes

Eleito o melhor do jogo, Paulinho valoriza classificação e alfineta críticos

Autor do primeiro gol do Brasil nesta quarta-feira, em Moscou, contra a Sérvia, Paulinho minimizou o prêmio de ?homem do jogo? recebido pela Fifa e preferiu exaltar a classificação da equipe à próxima fase da Copa do Mundo. Desta vez, o volante conseguiu infiltrar na defesa adversária, ao contrário das duas últimas partidas em que [?]

17:45 | 27/06/2018

Autor do primeiro gol do Brasil nesta quarta-feira, em Moscou, contra a Sérvia, Paulinho minimizou o prêmio de ?homem do jogo? recebido pela Fifa e preferiu exaltar a classificação da equipe à próxima fase da Copa do Mundo. Desta vez, o volante conseguiu infiltrar na defesa adversária, ao contrário das duas últimas partidas em que não superou as retrancas suíça e costarriquenha, e contribuiu no que, para muitos, foi a melhor partida do time canarinho na competição.

?O mais importante para mim é a vitória, a classificação. Essa coisa de ser o melhor da partida claro que fica, mas fica para o pessoal da votação, eu não me preocupo com isso, minha preocupação toda é entregar para o elenco?, disse Paulinho.

Na jogada do primeiro gol, Philippe Coutinho fez um belo lançamento para Paulinho, que apareceu como ?elemento surpresa? na defesa sérvia e, frente a frente com o goleiro rival, tocou por cobertura, mostrando categoria e tranquilidade de um verdadeiro atacante.

?Todos sabem minha característica. Procuro fazer, enxergar os espaços. O Coutinho numa linda assistência? sempre falei, para mim, ele é um craque, um fenômeno?, prosseguiu o jogador do Barcelona, exaltando o talento de seu companheiro.

Um dos pilares do time comandado pelo técnico Tite também comentou sobre as desconfianças com as quais teve de lidar desde que voltou a ser convocado pelo seu treinador dos tempos de Corinthians e também em sua chegada ao Barcelona após se despedir do futebol chinês.

?Minha carreira inteira foi assim, mas eu acho que, como um cara um pouco mais experiente, procuro sempre fazer o meu trabalho e escutar o menos possível das pessoas, da imprensa principalmente, porque algumas coisas não são verdades. Eu, com 29 anos, estou mais experiente, não preciso provar nada para ninguém?.

?Na verdade, eu já venho com confiança há muitos anos, na minha saída para a China muitos questionaram, no Barcelona mais uma vez, mas eu estou aqui, tranquilo e confiante como sempre?, concluiu.

Gazeta Esportiva

TAGS