PUBLICIDADE
Esportes

Curiosidades da Copa do Mundo: Rússia abrasileirada? Entenda

19:15 | 04/06/2018
NULL
NULL

 Faltam 10 dias para a Copa do Mundo

[FOTO1]

Se Brasil e Rússia são separados geograficamente por 14.450 km de distância, o mesmo não se pode dizer do futebol. Na pré-lista de convocados para Copa do time anfitrião lá está o nome de Mário Fernandes, brasileiro naturalizado russo.

O lateral-direito do CSKA Moscou está desde 2012 no país e se naturalizou com o objetivo de disputar a competição. Ele ficou conhecido nacionalmente após ter recusado o convite do então treinador da Seleção Brasileira, Mano Menezes, fato ocorrido em setembro de 2011 enquanto defendia as cores do Grêmio-RS. O lateral da Rússia no mundial deste ano conquistou sua cidadania russa depois de ter renovado seu contrato com o CSKA, em 2014. 
 
Outro brasileiro também vivia a mesma expectativa: o atacante cearense Ari, que joga no Lokomotiv. No entanto, o jogador que conviveu com lesões na última temporada não foi lembrado pelo técnico russo.
 
Ari é dono da empresa Arigooll Sports, companhia que arrendou o Uniclinic, clube que disputa a primeira divisão do Campeonato Cearense. Anteriormente, a entidade comandou o Horizonte, time que também disputa o estadual. Neste ano, após boa campanha no torneio local, a Águia da Precabura conquistou vaga para disputar a Série D do Campeonato Brasileiro de 2019. 
 
Companheiro de Ari no Lokomotiv, o goleiro Guilherme Marinato, revelado nas categorias de base do Atlético-PR, atua no time russo desde 2007 e vivia expectativa de estar entre os 23 convocados do treinador Stanislav Tchertchesov para o torneio.
 
Na pré-lista com 35 jogadores, o arqueiro estava entre os convocados, mas na lista final, divulgada no último dia 3, ele não permaneceu entre os relacionados. E não vai disputar a Copa do Mundo. 

[FOTO2]A Rússia foi escolhida como sede da Copa do Mundo, em 2010. Os laços entre brasileiros e russos se estreitou quando fevereiro de 2011, o Anzhi Makhachkala, pequeno clube da região do Daguestão, no sudoeste da Rússia, contratou o lateral-esquerdo Roberto Carlos, que na época jogava pelo Corinthians.

Lá, o brasileiro fez sucesso com sua enorme história no futebol fazendo o esporte se popularizar no país. No Anzhi, Roberto Carlos chegou até mesmo a ser treinador.
TAGS