PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Gabigol admite após aglomeração em cassino clandestino: "Faltou sensibilidade"

O jogador foi detido em um cassino clandestino com mais de 200 pessoas

08:01 | 15/03/2021
Gabriel se pronuncia pela primeira vez após ser detido em cassino clandestino (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)
Gabriel se pronuncia pela primeira vez após ser detido em cassino clandestino (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

O atacante Gabigol falou pela primeira vez após ser detido pela polícia em um cassino clandestino na madrugada desse domingo. O jogador do Flamengo disse que estava com seus amigos, mas admite que "faltou sensibilidade".

"Fui convidado por amigos, realmente eu não sabia para onde estava indo. Quando cheguei no local, a gente queria jantar, eu moro em Santos e moro no Rio. Então, quando cheguei lá, comi com os amigos e quando eu estava indo embora, (a polícia) acabou chegando", disse à TV Globo. O jogador ainda falou por que não foi embora quando percebeu a aglomeração.

"Faltou sensibilidade da minha parte. Até por ser meu último dia de férias, estava ali com meus amigos, estava feliz no momento de estar ali com eles, que a gente quase não tem. Acho que faltou um pouquinho de sensibilidade, mas sempre usando máscara e com álcool em gel. Realmente, quando percebi que tinha um pouquinho mais de gente, eu estava indo embora", comentou.

O jogador participou de um evento em um cassino clandestino, na Vila Olímpia, Zona Sul de São Paulo. Havia aglomeração no evento, com cerca de 300 pessoas, e o local foi fechado pela Polícia Civil. O atacante foi conduzido para a delegacia, assinou um Termo Circunstanciado e se comprometeu a participar de atos judiciais quando requisitado e a não aglomerar mais.

O atacante ainda se desculpou pelo episódio. "Peço desculpas para torcida do Flamengo, para as pessoas que gostam de mim", declarou.

A reapresentação do elenco principal do Flamengo está marcada para a manhã desta segunda-feira, no Ninho do Urubu, e Gabigol é aguardado com o restante dos jogadores.