PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Clubes brasileiros dominam a década na Libertadores; relembre os campeões

Com a decisão entre paulistas, o Brasil iguala os resultados dos anos 90, com seis conquistas no período

13:34 | 15/01/2021
O jogador Matías Viña, da SE Palmeiras, disputa bola com o jogador Kaio Jorge, do Santos FC, durante partida válida pela vigésima quarta rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, no estádio da Vila Belmiro. (Foto: Cesar Greco) (Foto: Cesar Greco)
O jogador Matías Viña, da SE Palmeiras, disputa bola com o jogador Kaio Jorge, do Santos FC, durante partida válida pela vigésima quarta rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, no estádio da Vila Belmiro. (Foto: Cesar Greco) (Foto: Cesar Greco)

Palmeiras e Santos voltam a reeditar uma final brasileira na Libertadores. É a quarta vez na história da competição que clubes do mesmo país decidem o principal torneio continental. O Brasil repete o feito da década 90 com seis vencedores. Santos, Corinthians, Atlético-MG, Grêmio e Flamengo já ganharam no período.

A vitoriosa década de 90, contava com grandes elencos da história do futebol brasileiro. Com menos “glamour”, mas com um futebol competitivo e promessas liderando os clubes, os times dos anos 2011 a 2020 conseguiram repetir o feito.

O Santos voltou a final da Libertadores após quase 10 anos. Em 2011 o clube liderado por Neymar e Ganso, conquistou o título em cima do Peñarol-URU. A jovem e talentosa equipe santista comandada por Muricy Ramalho começou com três jogos sem vencer na fase de grupos e depois conseguiu as vitórias que a levou a decisão. Os santistas venceram a final por 2 a 1. Neymar e Danilo marcaram para o Peixe, Durval fez o gol contra.

Em 2012 o Corinthians montou uma equipe que rivaliza entre as melhores de sua história. Um elenco que contava com o talento de Danilo, Douglas, Emerson Sheik e Liedson, mas com a grande estrela no banco, o técnico Tite. O treinador pegou um conceito e forma de jogar do clube criada por Mano Menezes e aperfeiçoou. O resultado foi o título da libertadores em cima do gigante Boca Juniors-ARG, 1 a 1 na Bomboneira e 2 a 1 no Pacaembu.

Após passagem pelo Flamengo, Ronaldinho assinou com o Galo para conquistar a América em 2013. Uma campanha com grandes histórias, como, a do primeiro título de Cuca na carreira, Bernard vindo da base atleticana em seu segundo ano como profissional, o pênalti defendido por Victor contra o Tijuana-MEX. Porém o final da história é que o Atlético-MG venceu o Olimpia-PAR nos pênaltis.

Renato Gaúcho assumiu o time do Grêmio em meio a contestações e desconfianças em 2016. Com o título da Copa do Brasil no mesmo ano e o desempenho apresentado, os olhares sobre o Imortal mudaram para 2017. O time gaúcho enfrentou o Lánus-ARG, ganhando os dois confrontos da final, 1 a 0 e 2 a1. Luan foi eleito o melhor jogador da Libertadores.

A vitória de 2019 é a que está mais fresca na cabeça do torcedor. O Flamengo de Jorge Jesus fez a final única contra o último campeão, o River Plate-ARG. O jogo foi decido nos minutos finais com dois gols de Gabigol. A final terminou 2 a 1, encerrando o grande ano do Rubro-negro com os dois títulos mais importantes da temporada, Brasileirão e Libertadores.

Mais uma vez o título está nas mãos do Brasil, agora falta saber quem será o vencedor. Palmeiras e Santos se enfrentam no Maracanã, no dia 30 de janeiro, às 17 horas, em final único. O Peixe busca o quarto título na competição, enquanto o Alviverde o segundo.

 

Por Horácio Neto