PUBLICIDADE
Futebol
Noticia

Tite elogia amadurecimento de Neymar e revela votos ao prêmio de melhor do mundo

Técnico da seleção brasileira elogia atacante do PSG e admite escolha pelo craque brasileiro na edição 2020 do The Best, da Fifa

17:32 | 16/12/2020
Neymar é o protagonista do PSG na temporada europeia (Foto: FRANCK FIFE / AFP)
Neymar é o protagonista do PSG na temporada europeia (Foto: FRANCK FIFE / AFP)

O amadurecimento do atacante Neymar nos últimos anos foi elogiado pelo técnico Tite nesta terça-feira. Em entrevista ao SporTV, o treinador da Seleção Brasileira destacou que o jogador está mais "consciente de suas responsabilidades" e que hoje representa uma liderança.

"Por vezes, a maturidade chega com o tempo e os erros que a gente comete também. Reconsiderar, analisar, avaliar e modificar é grandeza. Hoje, na medida que ele se manifesta nos seus comportamentos e atitudes, traz uma voz que ecoa, porque ele é uma liderança. E o que ele fala reverbera, principalmente para os jovens. É importante que ele cresça", declarou.

"Hoje ele é um atleta muito mais amadurecido, mais consciente de suas responsabilidades, e tudo o que ele faz ao redor dele vai ecoar. E esses exemplos positivos reforçam sua evolução. Fico torcendo para que a lesão não seja nada grave e que ele tenha esse desenvolvimento todo", acrescentou o comandante.

O treinador também revelou seus votos para o prêmio The Best da Fifa. Embora Neymar não esteja entre os finalistas, Tite admitiu que votou no brasileiro como o melhor jogador da última temporada.

"Sobre ser melhor do mundo, na minha votação foram três atletas: Neymar, Lewandowski e De Bruyne. O De Bruyne considerado o melhor jogador da Premier League. Lewandowski campeão e goleador. E Neymar como arco e flecha. Neymar evoluiu não só como pessoa, mas também no seu desempenho técnico. Hoje é um jogador de finalização, mas também de armação", explicou.

A cerimônia de premiação da Fifa acontece nesta quinta-feira, às 15 horas (de Brasília). Os concorrentes ao troféu são Lewandowski, Messi e Cristiano Ronaldo.