PUBLICIDADE
Futebol
Noticia

Corinthians vence líder São Paulo e mantém tabu na Neo Química Arena

Com a derrota, agora quatro pontos separam o São Paulo do vice-líder Atlético-MG. Corinthians é o nono

20:29 | 13/12/2020
Lance de Corinthians 1 x 0 São Paulo pela 25ª rodada da Série A 2020 (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)
Lance de Corinthians 1 x 0 São Paulo pela 25ª rodada da Série A 2020 (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

O Corinthians encerrou a sequência de invencibilidade do São Paulo neste Campeonato Brasileiro. Depois de 17 jogos sem perder na competição, o time comandado por Fernando Diniz acabou derrotado neste domingo, por 1 a 0, gol de Otero. No 13º Majestoso na Neo Química Arena, o Tricolor não conseguiu quebrar o longo tabu de jamais ter vencido no estádio, e vê os rivais Flamengo e Atlético-MG diminuirem a vantagem são-paulina na ponta da tabela do Brasileirão.

Contando com Daniel Alves de volta, o São Paulo entrou em campo com força máxima, mas foi surpreendido por um Corinthians com o meio-campo bastante povoado e pela velocidade de Léo Natel, aposta de Vagner Mancini como "falso 9". Sem conseguir furar o forte sistema defensivo alvinegro, o Tricolor acabou sendo castigado nos contra-ataques. Como se não bastasse, Diniz perdeu Luciano ainda no primeiro tempo, quando o atacante sentiu uma lesão, tentou retornar, mas não teve condições de seguir no jogo.

Se o São Paulo não conseguiu manter a vantagem de sete pontos na liderança do Brasileirão, o Corinthians conseguiu subir na tabela. A vitória colocou o Timão em nono lugar, com 33 pontos, cinco atrás do Santos, o último na briga direta por uma vaga no G6, grupo que garante vaga na próxima edição da Copa Libertadores.

O Jogo

O Corinthians começou a partida ligado. Logo aos cinco minutos, Léo Natel recebeu em velocidade, com espaço para explorar, conduziu a bola e bateu de fora da área, forçando Volpi a fazer a defesa. Depois, aos oito, o atacante ex-São Paulo saiu cara a cara com o goleiro tricolor após excelente passe de Cazares, mas viu o adversário fazer grande defesa para evitar o primeiro gol do jogo.

Daí em diante o São Paulo passou a tentar impor o seu jogo em Itaquera, mas não tinha sucesso, ora por erros de passe e falta de movimentação, ora por causa de desarmes feitos pela equipe adversária, que foi a campo neste domingo com cinco jogadores de meio-campo.

Novamente explorando a velocidade de Léo Natel e os espaços deixados pela defesa do São Paulo quanto o time tentava atacar, o Corinthians por pouco não balançou as redes. Aos 19 minutos, Ramiro acionou Léo Natel pela direita, que deixou Bruno Alves no chão, invadiu a área, mas viu Juanfran interceptar o seu passe para Cazares.

Mas, de tanto insistir no contra-ataque, o Corinthians acabou premiado aos 24 minutos. Em erro de passe de Reinaldo, Cantillo ficou com a bola, tabelou com Natel e lançou para Otero, que recebeu com espaço e chutou cruzado para abrir o placar na Neo Química Arena, encerrando a sequência de três jogos sem sofrer gols do São Paulo.

O Tricolor teve sua grande oportunidade do primeiro tempo aos 29 minutos, em cobrança de falta na entrada da área. Gabriel Sara foi para a cobrança e bateu colocado, por cima da barreira, mas mandou rente ao travessão, assustando o goleiro Cássio. O Corinthians, por sua vez, seguia com Léo Natel como principal ameaça no ataque. Aos 38, o atacante bateu cruzado, tirando de Tiago Volpi, mas mandou para fora.

Pouco antes de as equipes irem para o intervalo, Luciano, principal jogador do São Paulo no Campeonato Brasileiro, acabou sentindo e teve de ser substituído por Pablo. A entrada do camisa 9 parece ter animado o time de Fernando Diniz, que precisava buscar o empate. Já nos acréscimos, em falta sofrida por Reinaldo na entrada da área, Gabriel Sara teve a grande chance de igualar o placar nos pés. O meia foi para a cobrança e desta vez fez Cássio se esticar todo para espalmar, garantindo a vantagem parcial para o Timão.

Segundo tempo

Tirando Bruno Alves para buscar o empate de forma ainda mais incisiva, Fernando Diniz não conseguiu o retorno esperado. O Corinthians continuou minando as tramas dos visitantes no segundo tempo e pressionando a saída de bola. Aproveitar os contra-ataques também seguiu sendo a ordem número um de Vagner Mancini, e aos 13 minutos o Timão quase amplia. Após falha de Arboleda na saída de bola, Cazares acionou Ramiro, que, cara a cara com Tiago Volpi, acabou chutando para fora.

O São Paulo só levou perigo para Cássio aos 20 minutos, quando Reinaldo mandou uma boma em cobrança de falta, contou com o desvio e fez o goleiro corintiano trabalhar. Na sequência, Daniel Alves cobrou escanteio no segundo pau, onde Reinaldo apareceu livre para bater de primeira, mas a defesa rival bloqueou.

Já na reta final, ambas as equipes tiveram chance de balançar as redes. Aos 40 minutos, Luan recebeu livre da marcação e bateu de fora da área, mas Volpi defendeu. Já o São Paulo viu a chance do empate ir pro água abaixo depois de Arboleda completar cruzamento de Reinaldo e mandar rente à trave de Cássio. Desta forma, coube ao líder do Campeonato Brasileiro se conformar com mais um resultado negativo em Itaquera.

FICHA TÉCNICA


CORINTHIANS 1 X 0 SÃO PAULO

Local: Neo Química Arena, em São Paulo (SP)
Data: 13 de dezembro de 2020, domingo
Horário: 18h15 (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

Gols: Otero, aos 24 do 1ºT (Corinthians)
Cartões amarelos: Daniel Alves (São Paulo)

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Bruno Méndez, Gil e Fábio Santos; Gabriel, Cantillo (Camacho) e Ramiro (Mateus Vital); Cazares (Luan), Otero (Lucas Piton) e Léo Natel (Gustavo Mosquito).
Técnico: Vagner Mancini

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Juanfran (Igor Vinícius), Arboleda, Bruno Alves (Tchê Tchê) e Reinaldo; Luan, Daniel Alves, Gabriel Sara e Igor Gomes (Hernanes); Brenner (Vitor Bueno) e Luciano (Pablo).
Técnico: Fernando Diniz