PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Santos mantém suspensão do contrato de Robinho após nova condenação

O jogador foi condenado em segunda instância pela justiça italiana por violência sexual

17:08 | 10/12/2020
Atacante Robinho em treino do Santos FC (Foto: Ivan Storti/Santos FC)
Atacante Robinho em treino do Santos FC (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

O Santos decidiu manter a suspensão do contrato de Robinho mesmo com a condenação em segunda instância por violência sexual de grupo em Milão, na Itália.

O Peixe aguardará o julgamento na Corte de Cassação, a terceira instância italiana. Nesta quinta-feira, 10, a Corte de Apelação manteve a condenação a nove anos de prisão. Robinho tem vínculo até fevereiro. O acordo está suspenso desde outubro.

"O contrato do atleta segue suspenso e o clube aguarda a terceira instância da Justiça italiana", foi o breve posicionamento do Santos.

O julgamento ocorreu pouco mais de três anos depois da condenação, em novembro de 2017. À época, a decisão foi, também, de nove anos de prisão por violência sexual em grupo.

Robinho e Ricardo Falco, amigo do atacante, foram condenados por abusar sexualmente uma jovem albanesa em janeiro de 2013 na boate Sio Café, em Milão.

O jogador está no Brasil e foi representado por advogados italianos. A alegação é de que a mulher, hoje aos 30 anos, consentiu naquela noite, mesmo com a ingestão de bebidas alcoólicas. Ela, em contrapartida, afirma ter sido abusada. A defesa não foi aceita.

Robinho foi anunciado como reforço do Santos, mas teve o contrato até 28 de fevereiro suspenso. A decisão ocorreu depois da divulgação de conversas interceptadas e sinalização de rescisão dos patrocinadores.