PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Everton se vê mais "armador" e revela aprendizados com Jorge Jesus no Benfica; assista

Atacante do Benfica vai defender o Brasil nas duas primeiras rodadas das Eliminatórias da América do Sul

16:28 | 05/10/2020
Cearense Éverton "Cebolinha" em treino com os jogadores da seleção brasileira (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Cearense Éverton "Cebolinha" em treino com os jogadores da seleção brasileira (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Dentre os jogadores que se apresentaram à Seleção Brasileira nesta segunda-feira, 5, Everton Cebolinha é um dos que mais despertam à curiosidade em relação à evolução dentro de campo, já que vem sendo comandado por Jorge Jesus, no Benfica. Em entrevista coletiva concedida na Granja Comary, o atacante não poupou elogios ao treinador português.

Na visão de Everton, sua evolução desde a Copa América de 2019 passa muito pelos aprendizados táticos possibilitados pelo trabalho de Jesus, mesmo com poucos meses como jogador do Benfica.

"Creio que evoluí bastante da Copa América para cá, tecnicamente e, principalmente, taticamente. Minha chegada no Benfica com o Mister ajudou, no Brasil foi um treinador muito badalado e tenho presenciado que é um trabalho que ajuda muito o jogador que já tem uma qualidade, traz o jogador para si. É um cara que cobra bastante e sabe cobrar, extrair aquilo que o jogador tem de melhor", afirmou Everton.

"Tem sido um aprendizado muito importante na minha carreira, com certeza o Mister tem acrescentado grandes coisas tática e tecnicamente que eu espero desenvolver aqui na Seleção também", completou.

Everton tem a consciência de que será cada vez mais cobrado por um futebol de alto nível na Seleção, porém garante que está pronto para assumir essa responsabilidade. O jogador também acredita que tem se mostrado cada vez mais capaz de armar as jogadas, não sendo apenas um atacante que vive de lampejos individuais através de dribles.

"Creio que todo grande jogador quer chamar essa responsabilidade, seja na Seleção ou no clube. A gente sabe que só é cobrado por aquilo que podemos apresentar, se tiver uma pressão a gente tem que estar preparado", disse Everton.

"Tem alguns dados recentes do Campeonato Português que mostram que eu criei muitas chances de gol, seja com finalizações ou assistências. Creio que isso é uma adaptação que tenho tido no meu futebol também, um lado armador que eu não tinha antes, espero poder mostrar esse lado que tenho acrescentado na Seleção também", finalizou.