PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Sasha aciona Santos na Justiça para rescindir contrato com o clube

O atacante reclama da falta de pagamentos devidos pelo clube paulista

15:06 | 20/07/2020
Eduardo Sasha, atacante do Santos (Foto: Ivan Storti/Santos FC)
Eduardo Sasha, atacante do Santos (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Depois do goleiro Everson, nesta segunda-feira, 20, foi a vez do atacante Eduardo Sasha, do Santos, anunciar que também entrou na Justiça do Trabalho para romper o contrato com o clube paulista. Em comunicado divulgado à imprensa e publicado no Instagram pela assessoria do atleta, Sasha revela que a decisão de acionar a Justiça ocorreu devido à falta de pagamento de parte dos vencimentos e de recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

No comunicado, o jogador argumenta que "não há o recolhimento do FGTS faz algum tempo" e, antes mesmo da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), ele já acumulava três meses de direitos de imagem atrasados. O estopim, porém, foi a redução do salário pago em carteira durante o período sem jogos e treinos presenciais. Sacha alega que o desconto foi maior do que o previamente informado ao elenco pela diretoria.

"Fomos comunicados que teríamos um desconto de 30% em nossos salários, por conta da pandemia. Nós, jogadores, estávamos dispostos a aceitar, porque sabíamos da situação que o mundo estava vivendo. Porém, faltando dois dias para o pagamento, fomos comunicados que teria um corte de 70% nos salários, não houve nenhuma explicação", afirma o atacante.

Em entrevista à Agência Brasil, no início de julho, o advogado Rafael Cobra, especialista em Direito Desportivo, já havia dito que alterações salariais impostas sem consentimento dos atletas de futebol poderiam ter consequências judiciais para os clubes. "Pode ser feita, como autorizado pela Medida Provisória 936, a redução de salário e jornada de trabalho, de forma proporcional, ou a suspensão do contrato de trabalho, mas sempre com a concordância do jogador mediante acordo, individual ou coletivo", explicou Cobra, na ocasião.