PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Exclusivo: Ceará e Fortaleza aderem à linha de crédito da CBF

Equipes não revelaram os valores, mas ambos não atingiram o teto permitido pela entidade máxima do futebol brasileiro. O dinheiro já está na posse de ambos

Gerson Barbosa
13:36 | 03/07/2020
Presidentes Marcelo Paz e Robinson de Castro haviam confirmado que dinheiro não é ajuda, mas sim adiantamento de orçamento  (Foto: Divulgação/Ceará)
Presidentes Marcelo Paz e Robinson de Castro haviam confirmado que dinheiro não é ajuda, mas sim adiantamento de orçamento (Foto: Divulgação/Ceará)

Após estudar a possibilidade, Ceará e Fortaleza decidiram aderir à linha de crédito da CBF. De acordo com apuração do Esportes O POVO, o dinheiro pedido pela dupla cearense já está nos cofres das equipes.

O Alvinegro preferiu não revelar o valor pedido na linha de crédito, mas confirmou que é menos que R$ 5 milhões. O Leão também não quis dizer a quantia, mas informou, por meio do seu diretor financeiro, Maurício Guimarães, que o teto para a equipe era de R$ 3 milhões, tendo aderido menos que isso.

A medida, anunciada no começo de junho, visa compensar o prejuízo financeiro causado pela pandemia e as reduções das cotas de TV entre abril e junho. 

+ CBF cria linha de crédito sem juros para clubes da Série A do Brasileiro

Essa ajuda financeira trata-se, na verdade, de um adiantamento de valores que já pertencem a Ceará e Fortaleza. "É um valor que os clubes têm a ser recebido no contrato com a TV Globo, não é um dinheiro a mais. É algo que vai entrar, mas seria antecipado sem juros, o que é bom", esclareceu o presidente do Leão, Marcelo Paz, ao Esportes O POVO no início de junho.

A linha de crédito disponibilizada pela CBF aos clubes foi anunciada no começo de junho, num total de R$ 100 milhões para as equipes da Série A. A garantia que a CBF terá como pagamento será os valores dos contratos que os clubes têm a receber por direitos de transmissão e por desempenho em competições e premiações. Os repasses da linha de crédito para os times que solicitarem saem diretamente do caixa da CBF.

Listen to "#100 - Como os clubes brasileiros podem se beneficiar com a MP 984" on Spreaker.