Participamos do

Japão retira sua candidatura à Copa do Mundo Feminina de 2023

O pleito agora somente está entre a Colômbia e entre Austrália/Nova Zelândia
11:08 | Jun. 22, 2020
Autor Gabriel Lopes
Foto do autor
Gabriel Lopes Estagiário de Esportes
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Japão não é mais candidato à sede da Copa do Mundo Feminina de 2023. Nesta segunda-feira, 23, o presidente da Associação Japonesa de Futebol (JFA), Konzo Tashima, anunciou a retirada da candidatura, após decisão conjunta do Conselho Executivo da entidade. Ele mencionou o impacto do novo coronavírus no mundo e, consequentemente, no futebol.

"Decidimos retirar a nossa candidatura à organização da Copa do Mundo feminina de 2023. Não poderia estar mais desiludido por ter sido forçado a tomar esta difícil decisão”, disse o presidente da JFA.

O Brasil também havia anunciado sua desistência ao pleito há duas semanas, no dia 8 de junho. Dessa forma, somente Colômbia e Austrália/Nova Zelândia estão na disputa para sediar o próximo mundial de futebol feminino.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine
Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags