PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

CBF faz novo aporte financeiro para árbitros e muda condição de adiantamento para doação

Valor do montante e critérios de distribuição permanecem os mesmos. As três parcelas não têm mais vinculação com os valores que os árbitros vão receber em futuras escalas

Brenno Rebouças
21:41 | 12/06/2020
Árbitros com o escudo FIFA vão receber R$ 6 mil de doação  (Foto: Pedro Chaves/FCF)
Árbitros com o escudo FIFA vão receber R$ 6 mil de doação (Foto: Pedro Chaves/FCF)

A CBF anunciou o terceiro aporte financeiro para árbitros brasileiro, nesta sexta-feira, 12, com o mesmo montante repassado anteriormente, de R$ 900 mil. Junto da liberação de mais uma quantia, a entidade máxima do futebol comunicou que todas as parcelas se tornaram doação.

Isso significa que o que os árbitros já receberam e vão receber não se trata mais de um adiantamento, portanto não tem qualquer vínculo com os valores que eles vão receber por escalas futuras. Ao todo, a arbitragem brasileira terá recebido um auxílio total de R$ 2,7 milhões.

Os 479 membros do quadro nacional de arbitragem foram beneficiados. Os valores pagos pela CBF serão de R$ 6 mil para quem tem o escudo FIFA, R$ 3 mil para quem está habilitado na categoria AB e R$ 1.5 mil para quem for da categoria C e D, sendo os dois últimos escudos da CBF.

“Essas medidas são mais uma demonstração do respeito que a CBF tem pela competência e dedicação dos árbitros brasileiros. Apesar da paralisação das competições, eles têm trabalhado muito em atividades de atualização e aperfeiçoamento e tenho certeza que estarão prontos a atuar quando o futebol voltar”, disse o presidente da CBF, Rogério Caboclo.

O presidente da Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (Anaf), celebrou a medida no Twitter. “Essa gesto de humanidade e grandeza do presidente Caboclo, reafirma o seu compromisso de continuar unindo esforços para que a arbitragem brasileira se mantenha entre as melhores do mundo”, escreveu.

No Estado do Ceará, nenhum árbitro carrega o escudo FIFA, mas três fazem parte da categoria AB: Cesar Magalhães (pediu afastamento), Léo Simão e Adriano Barros. Outros quatro árbitros assistentes também vão receber o valor intermediário (de R$ 3 mil): Jailson Albano, Eleutério Marques, Cleberson Nascimento e Anderson Farias.