PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Clubes da Série A podem ter repasses de cotas diminuídos nos meses sem futebol

A diminuição nos valores repassados seria consequência da pandemia do novo coronavírus

Brenno Rebouças
20:44 | 27/04/2020
Ceará e Fortaleza fazem parte dos clubes que podem ter repasse de cotas reduzidos entre abril e junho
Ceará e Fortaleza fazem parte dos clubes que podem ter repasse de cotas reduzidos entre abril e junho (Foto: Foto: Julio Caesar/O POVO)

Por meio de uma carta, a TV Globo comunicou aos 20 clubes que vão disputar a Série A do Brasileiro que pretende diminuir as parcelas das cotas de transmissão referentes aos meses de março, abril e junho. A informação é do jornalista Marcel Rizzo, do UOL.

A diminuição nos valores repassados seria consequência da pandemia do novo coronavírus. Segundo Rizzo, entre abril e junho os clubes devem receber R$ 396.768,75 por mês, corresponde a cota fixa, que significa 40% do valor bruto que os clubes recebem (o restante é 30% por quantidade de jogos transmitidos e 30% por desempenho no campeonato). A partir de julho, o valor mensal do repasse da cota fixa subiria para R$ 1.124.178,13.

Não haverá, no entanto, corte de verba. O Esportes O POVO conversou com fonte ligadas aos representantes cearenses na Série A e eles explicaram que a proposta da Globo é reescalonar o pagamento da cota fixa, ou seja, uma mudança na maneira de repassar o dinheiro mensalmente. Isso significa que a diminuição agora terá compensação nos meses posteriores. 

É exatamente o que diz ao blog do Marcel Rizzo o diretor de direitos esportivos da Globo, Manuel Pinto: "Foi apresentada de fato uma proposta para reprogramar pagamentos diante das circunstâncias atuais, que envolvem paralisação do calendário nacional e consequentes desafios impostos por isso. Os clubes estão debatendo e avaliando, o que é natural", explicou.

A decisão ainda não está tomada. Os clubes vão conversar com a emissora sobre a proposta e a definição deve sair até amanhã. Independentemente da negociação, caso queira, a Globo pode suspender o pagamento das cotas por completo, como fez nos Estaduais, devido cláusula contratual.

Dada a indefinição,os clubes não quiseram comentar sobre o impacto financeiro que essa redução no valor dos repasses de abril, maio e junho pode causar a eles.

Pelo que apurou o Esportes O POVO, enquanto a Série A tiver 38 rodadas, a emissora não pode diminuir o valor que paga, uma vez que o produto é o mesmo. Somente se a competição mudar de formato é que os valores podem ser renegociados.

Para TV fechada e aberta, atualmente, a Globo paga cerca de R$ 1,1 bilhão aos 20 clubes da Série A.