PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Guia do Campeonato Cearense 2020: Oito times em uma primeira fase relâmpago

Atlético Cearense, Barbalha, Caucaia, Ferroviário, Floresta, Guarany de Sobral, Horizonte e Pacajus fazem a fase inaugural que começa neste domingo, 5 e termina 21 dias depois.

Domitila Andrade
11:02 | 03/01/2020
Clique para ampliar tabela (Foto: (Infográfico: Marcelo Justino))
Clique para ampliar tabela (Foto: (Infográfico: Marcelo Justino))

São apenas 21 dias, um tiro curto, sete jogos para cada uma das oito equipes, e a primeira fase do Campeonato Cearense termina. Como saldos, o líder ganha vaga na Copa do Brasil de 2021, seis equipes passam para fase seguinte - em que se juntam Fortaleza e Ceará - e duas descem para disputar a Série B do Cearense em 2021. Com destinos decididos de forma relâmpago, o formato é criticado por alguns técnicos.

"Entendo e respeito quem votou a favor, mas sou totalmente contra, não concordo. Porque é um desrespeito com o profissional de futebol que vai pra uma competição de sete jogos, de 21 dias, e pode ficar desempregado já no mês de janeiro. Você termina seu ano no primeiro mês do ano. Acho que deveria ser revisto urgente isso, para o bem do futebol cearense e pro bem da saúde dos clubes", opina Luan Carlos, técnico do Floresta. 

O treinador do Caucaia, Marcinho Guerreiro, acredita que o curto tempo ainda impõe outra dificuldade: os jogos no fim e no meio da semana. "É um ritmo difícil, que não resta tempo para treinar e que obriga os jogadores a assimilar o mais rápido possível a ideia de jogo do técnico", pontua. Para Roberto Carlos, à frente do comando técnico do Horizonte, o formato é definido como "muito cruel".

Decidido em Conselho Arbitral com dirigentes das equipes, a fórmula do campeonato, no entanto, foi escolhida de forma unânime pelos dez clubes. "Foi uma opção deles e respeitamos. Caso, para o próximo ano, existam outras ideias, serão colocadas em votação e decidido entre eles. A FCF apenas homologa a decisão final", justifica Mauro Carmélio, presidente da Federação Cearense de Futebol (FCF).

+ Guia do Campeonato Cearense 2020: Confira todos os detalhes da competição que inaugura a temporada no Estado

+ Guia do Campeonato Cearense 2020: Protagonistas, Fortaleza e Ceará chegam para segunda fase

 

Confira como vêm as oito equipes que disputam a primeira fase:

 

Atlético-CE

Águia da Precabura investe em preparação

Atlético-CE fez preparação invicta em amistosos
Atlético-CE fez preparação invicta em amistosos (Foto: Kely Pereira/FCAtleticoCE)

Vice-campeão da Taça Fares Lopes de 2019 e com dois resultados expressivos no Campeonato Cearense nos últimos cinco anos (vice em 2016 e terceiro lugar em 2018), o Atlético Cearense começou a preparação ainda em novembro, realizou quatro amistosos e conta hoje com 29 atletas à disposição do técnico Raimundo Vágner.

Desde o fim da Fares Lopes, o time passou por renovação: sete atletas saíram, para a chegada de outros dez. Entre os novatos, o atacante Yuri tem se destacado. “Estou com fé que o Yuri vai nos surpreender. Ele foi campeão da terceira divisão pelo Verdes Mares”, relatou. O técnico ainda destaca o goleiro Carlão, o volante Daniel Paraíba e o atacante Emerson Catarina. Na pré-temporada, a Águia encarou o Hattrick Academy, o Safece, o Santa Clara e o sub-20 do Atlético-CE. Venceu os quatro amistosos preparatórios.

Encarando o campeonato como um “desafio complicado”, o técnico pondera que, num primeiro momento, o foco é tentar estar entre o seis que passarão da primeira para segunda fase. “Sou muito consciente, (o objetivo) é não ser rebaixado. Algumas equipes estão investindo muito e muito alto. Apesar de termos contratado dez (reforços), são jogadores de Fortaleza e Região Metropolitana. Passada a primeira fase, é pensar em coisas maiores, como a Copa do Brasil e a Série D”, detalha.

Atlético-CE

Técnico: Raimundo Vágner

Destaques: Carlão, Yuri e Emerson Catarina

Estádio: joga no PV, em Fortaleza

Pretensões: título da primeira fase do Estadual e busca por um lugar nas semifinais

Barbalha

A potência do Cariri

Barbalha foi campeão do 1° turno do Estadual em 2019
Barbalha foi campeão do 1° turno do Estadual em 2019 (Foto: Pedro Chaves/Federação Cearense de Futebol)

Um time ofensivo formado pelo garimpo de jogadores, numa preparação que iniciou há três meses do início do Campeonato Cearense. Assim vem o Barbalha para Estadual. Com 30 atletas e comandando pelo técnico Paulo Schardong, o time do Cariri passou por renovação de quase 90% desde a Taça Fares Lopes.

“Garimpamos jogadores no Brasil inteiro, e começamos a trabalhar bem mais cedo, para evitar os leilões. Formamos um Barbalha com uma nova cara, jogadores bem selecionados, com passagem por grandes clubes, para termos um time ofensivo”, detalha Lúcio Barão, presidente da Raposa dos Verdes Canaviais. Entre os nomes, Lúcio destaca os do atacante Assisinho (com passagem por Ceará e Fortaleza), o centroavante Cléber, o goleiro Serjão, e o meia Alex. O time ainda contratou o atacante Stênio Garcia, que estava no KF Laçi, time da Albânia.

A preparação do elenco, que iniciou ainda no início de dezembro, contou com três amistosos contra Santa Cruz da Estrela, Atlético Cajazeiras, e Sousa da Paraíba. Venceu os três. Para o Cearense, a pretensão é brigar pela liderança da primeira fase - repetindo o feito de 2019, o que lhe garantiu vaga na Copa do Brasil de 2020.

Como dificuldade, o dirigente aponta que, em sendo um dos dois únicos times do Interior do Estado no certame, o Barbalha realiza três viagens durante a primeira fase da competição, o que provoca um desgaste maior no elenco.

Barbalha

Técnico: Paulo Schardong

Destaques: Alex, Cléber e Serjão

Estádio: joga no Inaldão, em Barbalha

Pretensões: Briga pela liderança da primeira fase

Caucaia

Raposa vem com status de campeã

Caucaia foi campeão da Série B do cearense, também da Fares Lopes e da Taça Valdemar Caracas
Caucaia foi campeão da Série B do cearense, também da Fares Lopes e da Taça Valdemar Caracas (Foto: REPRODUÇÃO/ Twitter CaucaiaEC)

O Caucaia chega com moral na Série A. Atual campeão da Série B do Cearense e também da Taça Fares Lopes e da Taça Valdemar Caracas, a Raposa Metropolitana teve um 2019 premiado, já tem vaga garantida para Copa do Brasil de 2020 e vem para primeira divisão do Estadual com chances de brigar na parte de cima da tabela, principalmente nos sete primeiros jogos. Ainda assim, o técnico Marcinho Guerreiro busca ser prudente.

“A gente sabe que o Caucaia vem em ascensão, da terceira para segunda, da segunda para primeira e ganhamos a Fares Lopes, mas é o que eu tenho falado para os atletas: é esquecer. É a primeira divisão do Campeonato Cearense e, assim como o investimento é maior, as dificuldades também são. A gente tem se preparado, se reforçado, mas todas as equipes também se reforçam”, pondera Marcinho.

A base do time, como explica o técnico, é a mesma que se sagrou campeã da Fares, mas com algumas perdas, como a de Ciel, que foi o artilheiro da equipe no certame com oito gol, e agora compõe o Guarany. Para o treinador, o destaque da Raposa Metropolitana é o atacante Vítor Jacaré, de 20 anos. “É um jogador que tem muita qualidade, muita velocidade, que a gente espera que desenvolva um bom futebol”.

Caucaia

Técnico: Marcinho Guerreiro

Destaques: Jacaré

Estádio: joga no Estádio Raimundo de Oliveira, em Caucaia

Pretensões: Deve brigar pelas primeiras posições na primeira fase.

Ferroviário

Coral favorito da primeira fase

Fortaleza, CE BR - 18.12.19 Ferroviario Atletico Clube faz treinamento preparativo  para Campeonato Cearense 2020 (Foto: Fco Fontenele/O POVO)
Fortaleza, CE BR - 18.12.19 Ferroviario Atletico Clube faz treinamento preparativo para Campeonato Cearense 2020 (Foto: Fco Fontenele/O POVO) (Foto: FCO FONTENELE)

Com Ceará e Fortaleza ausentes na primeira fase do Estadual, o Ferroviário ocupa mais uma vez o posto de protagonista da parte inaugural do Campeonato, que premia o líder com uma vaga na Copa do Brasil. É focado nesse objetivo que o time inicia a disputa, tentando apagar a imagem ruim deixada no fim da temporada passada, quando teve uma queda brusca de rendimento no returno da fase classificatória da Série C do Brasileiro e deixou escapar uma vaga no mata-mata.

Em 2020, o Ferrão chega fortalecido pelo lançamento de um modelo de gestão participativa, que promete reforçar os investimentos no Departamento de Futebol. Com o suporte de um trio de investidores, o clube coral deve manter um orçamento semelhante ao de 2019, com folha salarial, de elenco e comissão técnica, avaliada em R$ 300 mil por mês.

O Tubarão segue comandado por Zé Teodoro, que já esteve à frente da equipe nos jogos finais da Taça Fares Lopes. No time da Barra, o treinador espera repetir o êxito nas passagens que teve por Ceará e Fortaleza, clubes onde conquistou o título cearense. Zé Teodoro terá como auxiliar técnico outro velho conhecido do futebol cearense: o ex-atacante Vinícius, ex-Vovô e ex-Leão.

Apostando em uma boa pré-temporada, iniciada no dia 3 de dezembro e que teve dois amistosos (contra Potiguar e Caucaia), o Ferrão inicia 2020 com um elenco completamente renovado, em relação ao de 2019. Ao todo, Zé Teodoro deve contar uma base de 32 jogadores, incluindo jovens valores da base que foram promovidos ao time profissional. Entre os titulares, o único remanescente é o goleiro Nícolas. Entre as caras novas, destaque para os atacantes Tito (ex-Avenida-RS) e Frank (que estava no futebol coreano). (Bruno Balacó)

Ferroviário

Técnico: Zé Teodoro

Destaques: Tito e Frank

Estádio: joga no PV e no Elzir Cabral

Pretensões: título da primeira fase do Estadual e briga pelas primeiras colocações gerais

Floresta

Poder que vem da Vila Manoel Sátiro

Time da Vila Manoel Sátiro é treinado pelo técnico Luan Carlos
Time da Vila Manoel Sátiro é treinado pelo técnico Luan Carlos (Foto: Ronaldo Oliveira / FlorestaEC)

Sob comando do técnico Luan Carlos, o time da Vila Manoel Sátiro tem sido destaque no cenário estadual, desde 2015, quando começou a escalada à primeira divisão do Campeonato Cearense. De lá para cá, conquistou a Taça Fares Lopes de 2017, participou da Copa do Brasil de 2018, e ficou, no último Estadual, em quarto lugar.

São 25 atletas no elenco principal - com manutenção de cerca de 80% da equipe que disputou a última Fares Lopes. O time recebeu como reforços o lateral direito Ronaldo e o centroavante Rômulo, que foram treinados por Luan Carlos, no Atlético Cearense. O time começou a pré-temporada dia 27 de novembro. Os destaque da equipe são, além de Rômulo, o volante Marconi, que se destaca pela experiência; o lateral esquerdo Zé Carlos, que tem tido uma boa sequência e feito apresentações consistentes nos últimos campeonatos.

"A gente sabe que foi uma campanha muito interessante (a que o clube fez em 2019 no Campeonato Cearense), a melhor na história do clube. Mas sabemos também a dificuldade que o clube passou na primeira fase da competição, sofreu bastante. É um campeonato muito perigoso, muito curto, são apenas sete jogos e acaba sendo uma competição muito delicada", comentou o técnico Luan Carlos.

Para a pré-temporada, a equipe da Vila Manoel Sátiro realizou três amistosos, em que empatou contra a agremiação do Pacajus, venceu o time da Safece, e encerrou a série de jogos-treino empatando com o Guarany de Sobral.

Luan acredita que as pretensões do Floresta são, a princípio, atingir uma pontuação que dê segurança de não ser rebaixado. "E chegando nessa determinada pontuação, a gente vai buscar a vaga na Copa do Brasil", projeta o técnico.

Floresta

Técnico: Luan Carlos

Destaques: Rômulo, Zé Carlos e Marconi

Estádio: joga no Domingão, em Horizonte

Pretensões: deve brigar na parte de cima da tabela

Guarany de Sobral

Bugre ao ataque

Guarany de Sobral também disputa a Série D de 2020
Guarany de Sobral também disputa a Série D de 2020 (Foto: Ronaldo Oliveira/ FlorestaEC)

Com uma temporada em 2019 com dois terceiros lugares, no Campeonato Cearense e na Fares Lopes, e com vaga já garantida para Série D deste ano, o Guarany de Sobral chega com um elenco de 32 atletas. Com equipe renovada desde as semifinais da Fares Lopes, o Bugre é comandado pelo técnico Washington Luiz, e tem como destaques do elenco a experiente dupla o meia-atacante Ciel e o atacante Siloé - que foram campeões da Fares pelo Caucaia em 2019.

“Eles costumam cobrar dedicação dos companheiros e isso é importantíssimo, para termos um elenco que busque vitória. Como esse mês de janeiro é quase uma Copa do Mundo, com sete partidas valendo muito, a experiência deles irá ajudar nos treinamentos, mostrando dedicação e inspirando os mais novos”, comenta o diretor administrativo do Bugre, Thiago Dias.

O objetivo, conforme explica Dias, é buscar a ponta da tabela na primeira fase. “A nossa primeira meta é ser campeão da primeira e termos a vaga garantida na Copa do Brasil em 2021”, projeta.

Guarany de Sobral

Técnico: Washington Luiz

Destaques: Ciel e Siloé

Estádio: joga no Estádio do Junco, em Sobral

Pretensões: Deve brigar pelas primeiras posições na primeira fase.

Horizonte

Apostando na base

Horizonte chega com 70% time formado por jogadores das categorias de base
Horizonte chega com 70% time formado por jogadores das categorias de base (Foto: Pedro Chaves / FCF)

Formado 70% por jogadores das categorias de base, o Horizonte chega para o Campeonato Cearense com 27 atletas e com o técnico Roberto Carlos, retornando a equipe. Para o treinador, foi um início de preparação tardia - no meio de dezembro - e que teve de “queimar etapas”. Ainda assim, ele acredita na força dos garotos da base.

“Conheço bem esses atletas jovens e a expectativa é que eles façam bem o que eles fizeram na Copa do Nordeste Sub-20 e até na Fares Lopes, em que fizemos uma boa competição”, relata.

Como objetivo, Roberto Carlos acredita que a busca do Horizonte é, primeiro, tentar se classificar para a segunda etapa do certame. “Classificando, a gente busca se fortalecer para a segunda”, projeta.

Horizonte

Técnico: Roberto Carlos

Estádio: joga no Estádio Domingão, em Horizonte

Pretensões: Briga contra o rebaixamento

Pacajus

Índio em ascensão

Pacajus faz sua estreia na Série A do Cearense
Pacajus faz sua estreia na Série A do Cearense (Foto: Reprodução/ Facebook Pacajus Clube)

Tendo sido criado há apenas três anos, em 2017, o Pacajus é estreante na Série A do Campeonato Cearense e chega como vice-campeão da Série B de 2019. Para esta edição, o time é comandado pelo ex-meia Júnior Cearense, e vem com elenco de 29 atletas - após uma renovação de quase 50% da equipe que terminou a Taça Fares Lopes em novembro.

A sequência de dois acessos nos anos anteriores faz com que o Pacajus chegue confiante. O foco principal, como explica o diretor de Futebol da equipe, Reginaldo Firmino, é a primeira fase da competição. “As oito equipes (sem Ceará e Fortaleza) que estão disputando a primeira fase têm o mesmo objetivo que é o de ser campeão do turno e conseguir a vaga para a Copa do Brasil”, pontua.

Como principais armas para atingir esse objetivo, o Índio do Vale do Caju tem como destaques o atacante Wesley, o meia Thiago Furlan e atacante André Cassaco.

Pacajus

Técnico: Júnior Cearense

Destaques: Wesley, Thiago Furlan e André Cassaco

Estádio: joga no Estádio João Ronaldo, em Pacajus

Pretensões: Deve passar para segunda fase