PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Ferroviário oficializa modelo de gestão participativa com três investidores no clube

Os detalhes da parceria foram divulgados na tarde desta terça-feira, na Vila Olímpica Elzir Cabral.

Bruno Balacó
15:51 | 19/11/2019
Ferrão quer montar elenco competitivo em 2020.
Ferrão quer montar elenco competitivo em 2020. (Foto: Xandy Rodrigues/Ferroviário A.C.)

O Ferroviário vai começar o ano de 2020 de cara nova. Na luta para montar um elenco competitivo para a próxima temporada, o clube coral decidiu apostar em um modelo de gestão participativa, em que a diretoria executiva comandará o departamento de futebol com o suporte de um grupo de três investidores: os empresários Francisco Machado Neto, Arthur Boin e Vicente Araújo Júnior. Os detalhes do acordo firmado com o trio foram apresentados à imprensa nesta terça-feira, 19, em coletiva realizada na sede do Ferrão, na Barra do Ceará.

Neto e Boin, junto do executivo de futebol do clube, Jurandi Júnior, passam a ficar à frente da montagem do elenco. O primeiro na função de vice-presidente e o segundo como diretor de futebol. Vicente Júnior, sócio da Partners Negócios Financeiros, empresa de investimentos, terá contribuição importante junto aos setores comercial e de marketing do clube.

O novo modelo de gestão participativa foi aprovado por unanimidade, em reunião extraordinária realizada pelo Conselho Deliberativo do Ferroviário, na semana passada, na Vila Olímpica Elzir Cabral. A medida teve ainda pareceres positivos do Conselho Fiscal e do departamento jurídico do time coral. O acordo, já devidamente assinado em contrato, tem duração até o fim da gestão da atual diretoria executiva, que tem como presidente Newton Filho, com mandato até novembro de 2022.

“Como em 2020 não teremos a cota da Copa do Brasil, da Copa do Nordeste e recursos da CBF para a disputa da Série C do Brasileiro, o modelo de gestão participativa foi a solução que encontramos para montar um Ferroviário forte e competitivo para o próximo ano. Daí, procuramos esses investidores, que já ajudavam o clube, de maneira informal. Agora, eles entram conosco de maneira formal, com um aporte financeiro”, explicou Newton, em entrevista ao Esportes O POVO, sem dar detalhes dos valores que serão investidos.

O presidente coral garantiu que o clube tomou todas as medidas jurídicas cabíveis ao firmar o contrato. “Uma coisa a torcida do Ferroviário pode ficar tranquila. O clube está resguardado nesse acordo. Foi tudo acompanhado de perto pelo nosso departamento jurídico. É um acordo regido por metas esportivas, de acordo com o desempenho do clube. Não enxergamos risco nenhum com esse investimento”, destacou.

Newton Filho explicou ainda como os recursos do trio de investimentos será aplicado no clube. “O aporte será investido apenas no departamento de futebol, em contratações, salários. Todas as despesas correntes, como o pagamento de funcionários fora do Departamento de Futebol e os gastos de manutenção com a Vila Olímpica Elzir Cabral seguem sob a responsabilidade do clube, através da diretoria”, comentou.

Como parte do planejamento, o Ferroviário dará início à sua pré-temporada no dia 3 de dezembro, na Barra do Ceará. A comissão técnica terá à frente Zé Teodoro, que já foi o técnico do time na disputa da Taça Fares Lopes deste ano. As primeiras contratações, já contando com o suporte do trio de investidores, serão anunciadas nos próximos dias. Ao todo, serão 28 jogadores para 2020. 20 com contratos firmados e 8 serão da base. “Já temos vários nomes fechados. Alguns em fase de assinatura de contrato, mas vamos aguardar um pouco, porque alguns deles estão em atividade ainda”, ressaltou Newton.

Além dos recursos do trio de investidores, o Ferroviário também contará com outras fontes de receita e de sustentabilidade, como os parceiros/apoiadores e patrocinadores, além do programa de sócio-torcedores.

Em 2020, o Ferroviário disputa o Campeonato Cearense e a Série C do Campeonato Brasileiro. O time também deve confirmar presença na Taça Fares Lopes.