PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Sem Neymar, argentino brilha e comanda vitória do PSG sobre o Real Madrid na Liga dos Campeões

Paris Saint-Germain não teve Neymar, Mbappé e Cavani nesta quarta-feira, mas contou com um Di María iluminado para vencer o Real Madrid

18:21 | 18/09/2019
Di Maria comandou a vitória do time francês.
Di Maria comandou a vitória do time francês. (Foto: AFP)

O Paris Saint-Germain não teve Neymar, Mbappé e Cavani nesta quarta-feira, mas contou com um Di María iluminado para vencer o Real Madrid por 3 a 0. O argentino marcou dois gols no Parque dos Príncipes e foi o destaque da partida válida pela primeira rodada do grupo A da Liga dos Campeões. Meunier fez o terceiro dos parisienses.

Neymar está suspenso pela Uefa por ter ofendido a arbitragem no Instagram após o PSG ser eliminado pelo Manchester United, na temporada passada. Na ocasião, o atacante ficou na bronca pelo pênalti marcado para os ingleses e insultou o juiz nos stories. Enquanto isso, Cavani recupera-se de lesão no quadril e Mbappé um desconforto no músculo da coxa esquerda.

Mais cedo, o Club Brugge ficou no empate com o Galatasaray por 1 a 1 na outra partida do grupo A. Na próxima rodada, o Real Madrid recebe os belgas, no dia primeiro de agosto, enquanto o PSG visita os turcos, no mesmo dia.

O PSG esteve melhor tecnicamente em toda a primeira etapa, com um meio-campo dominante e controlando a posse. Aos 14 minutos, os mandantes abriram o placar. Bernat avançou pela esquerda, tabelou com Icardi e cruzou rasteiro para dentro da área. Di María antecipou Militão e bateu forte, no espaço entre Courtois e a trave para marcar.

Logo na sequência, o argentino voltou a brilhar. Gueye fez boa jogada pelo centro e serviu Di María, que dominou e arriscou de fora da área, acertando o canto esquerdo para fazer o segundo do PSG.

As duas melhores oportunidades do Real Madrid no primeiro tempo vieram com Bale. Primeiro, o galês bateu falta com muito perigo, raspando o travessão. Na sequência, o atacante marcou um golaço de cobertura, porém a arbitragem assinalou toque na mão na origem da jogada após consultar o VAR.

No segundo tempo, Di María permaneceu sendo o destaque da partida. Primeiro, o argentino fez jogada individual, passou por dois marcadores e tocou por cobertura, um pouco acima do travessão. Na sequência, o camisa 11 deu lindo drible e serviu Sarabia, que finalizou rasteiro, raspando a trave direita.

O Real Madrid voltou a marcar, porém o gol foi novamente anulado. Benzema finalizou, mas Vázquez estava impedido e participou diretamente do lance. Na sequência, o centroavante francês cabeceou com muito perigo, com a bola saindo à esquerda.

No entanto, os madrilenos não conseguiram marcar e ainda viram o PSG ampliar em um contra-ataque de almanaque. Di María armou jogada em velocidade para Meunier e Bernat, que tabelaram até o belga empurrar a bola sem goleiro para o gol.