PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Ceará e Fortaleza podem fechar 1º turno com mais da metade de pontos da média histórica para permanência na Série A

A média histórica do Brasileirão para quem busca a permanência é de 45 pontos. A pontuação costuma ser suficiente para a continuidade no torneio

16:41 | 08/08/2019
Ceará e Fortaleza possuem como principal objetivo a permanência na Série A
Ceará e Fortaleza possuem como principal objetivo a permanência na Série A(Foto: JÚLIO CAESAR)

Faltam seis jogos para o encerramento do primeiro turno da Série A do Campeonato Brasileiro. Visando a permanência na elite do futebol nacional, Ceará e Fortaleza têm condições de fechar a parte inicial da competição com mais da metade da pontuação da média histórica de 45 pontos, que costumam ser suficientes para garantir a continuidade no torneio.

O Ceará está a apenas seis pontos dos 23. O desempenho do Vovô até o momento na Série A garantiu a equipe na 11ª posição com 17 pontos. O Alvinegro do Porangabuçu possui cinco vitórias, dois empates e seis derrotas. O time comandado pelo técnico Enderson Moreira pode até empatar os seis jogos restantes do 1º turno que atinge matematicamente a metade da pontuação da média histórica.

O próximo rival do Vovô é a Chapecoense, neste sábado, 10, no Castelão. Na sequência, o Ceará enfrenta São Paulo (fora), Flamengo (casa), Athletico-PR (fora), Corinthians (fora) e Botafogo (casa).

O Fortaleza precisa de nove pontos para alcançar os 23. O Leão está na 14ª posição com 14 pontos. A campanha é de quatro vitórias, dois empates e sete derrotas. O time comandado pelo técnico Rogério Ceni abre a série de jogos restantes contra o CSA, penúltimo colocado no Brasileirão, nesta segunda-feira, 12, em busca da recuperação na tabela após perder o Clássico-Rei.

Na sequência, o Tricolor encara Internacional (casa), Santos (fora), Goiás (casa), Fluminense (casa) e Bahia (fora).

OUÇA O NOVO EPISÓDIO DO FUTCAST:

Listen to "#66 - Pós-Clássico: destaques, acertos e erros de Ceará e Fortaleza" on Spreaker.

ASSISTA AO NOVO VÍDEO DO NA PRANCHETA:

Lucas Mota