PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Leandro Campos exalta trabalho de Vilar em sua apresentação no Ferroviário e alerta: "precisamos administrar nossa pontuação"

Treinador disse ainda que o time precisa de mais uma ou duas peças para o setor de ataque.

18:47 | 27/06/2019
Treinador foi apresentado ao lado do presidente do clube, Newton Filho.
Treinador foi apresentado ao lado do presidente do clube, Newton Filho. (Foto: Germana Pinheiro/O POVO)

Não é comum um treinador chegar no meio da temporada e encontrar o time em boa situação no Campeonato. Leandro Campos teve esse privilégio. Ele assumiu o comando do técnico do Ferroviário esta semana com o clube na liderança isolada do Grupo A e com cinco pontos de vantagem dentro da zona de classificação para a próxima fase da Série C. Um legado deixado por Marcelo Vilar, técnico que montou o elenco e dirigiu o time início do torneio.

Em reconhecimento ao trabalho de seu antecessor, Leandro Campos garante que seguirá a cartilha de Vilar, dando continuidade ao trabalho e a base da equipe que vem atuando no Brasileiro. "Essa boa fase do time só aumenta nossa responsabilidade. Por misso, temos que ter muita tranquilidade e dar sequência do que o Marcelo vem fazendo de forma muito boa, até pelos resultados e desenvolvimento da equipe. Hoje, a equipe do Ferroviário tem uma forma de jogo. Vamos procurar fazer a manutenção dessa postura. Pontualmente, talvez a gente faça algumas modificações normais, mas que não prejudiquem o bom desempenho que a equipe vem apresentando até agora", analisou.

Na avaliação do treinador, o Ferroviário encontra com suas metas na Série C bem encaminhadas. Porém, prega foco para que as etapas sejam superadas uma a uma até o objeto final, que é a conquista do acesso."No momento, estamos pensando em zerar qualquer possibilidade de rebaixamento. Creio que podemos confirmar isso com mais um ou dois pontos. Depois disso, vamos buscar a classificação. Porque é bom deixar claro: ninguém aqui está pensando em acesso ainda. Estamos pensando em buscar a classificação para o mata-mata de acesso. É uma situação que direção, atletas e comissão técnica estão cientes. A partir de agora, o grau de dificuldade vai aumentar e importante é que todos tenham consciência disso", pontuou.

Por fim, o novo treinador avaliou que o clube ainda precisa de reforços, até mesmo pela condição atual em que se encontra, onde três jogadores do setor ofensivo estão fora de combate: o meia Janeudo e os atacantes Jefferson Caxito e Léo Jaime, que tratam problemas musculares no Departamento Médico. " Precisamos ter atletas suficientes para esses problemas de emergência que vão acontecer dentro da competição, seja por lesão ou por problema de suspensão. A princípio, precisamos de dois jogadores que viriam para somar. Um meia e um atacante", finalizou.

O Ferroviário volta aos treinos nesta sexta-feira, na Barra do Ceará, visando o próximo jogo do time, marcado para o domingo, 30, as 17h, contra o Botafogo-PB, no PV. O jogo é válido pela 10ª rodada da Série C do Campeonato Brasileiro.

Bruno Balacó