PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Árbitro relata em súmula que celular foi atirado em campo em Ferroviário x Imperatriz, no PV

Episódio ocorreu logo após o gol de empate do time maranhense, aos 44 do 2° tempo.

13:03 | 17/06/2019
Ferroviário venceu a partida por 2 a 1.
Ferroviário venceu a partida por 2 a 1. (Foto: Xandy Rodrigues/O POVO)

O árbitro paraense Djonaltan Costa de Araujo relatou na súmula do jogo entre Ferroviário e Imperatriz, realizado no último sábado (15), no estádio Presidente Vargas e que terminou com vitória do Ferrão por 2 a 1, que um celular teria sido atirado em campo. O episódio ocorreu na reta final da partida, logo após o gol de empate do Imperatriz. Segundo o relato do juiz, o objeto teria atingido o preparador físico do time maranhense.

"Aos 44 minutos do segundo tempo, foi atirado por um torcedor do time local, um celular que atingiu o rosto do preparador físico da equipe do imperatriz, o senhor Fábio Nogueira dos Santos. Informo que o objeto foi recolhido e entregue ao delegado da partida. informo também que o senhor atingido não precisou de atendimento médico. até a finalização da súmula não foi apresentado boletim de ocorrência à equipe de arbitragem", diz o relato da súmula.

Diante da situação, o Ferroviário correria o risco de ser punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) com perda de mando de campo, por falta de providências tomadas. Porém, o clube conseguiu identificar em tempo o autor da infração, que foi conduzido a uma delegacia próxima ao estádio. O presidente do Ferroviário, Newton Filho, confirmou ao Esportes O POVO que a o Boletim de Ocorrência foi encaminhado antes de saída da arbitragem do estádio, porém após o fechamento do texto de súmula. Dessa forma, o Ferrão aguarda a denúncia de que deve ser oferecida pelo STJD, porém acredita na absolvição do clube.

Ainda sobre o episódio, Newton Filho contesta a versão de que o celular atirado em campo tenha atingido o preparador físico do time do Imperatriz. "O que as imagens do jogo nos mostram é que o celular atirado em campo não pegou em ninguém. Apenas caiu perto do preparador físico e não o atingiu. As imagens mostram ele (preparador) pegando o celular no chão e entregando ao árbitro, que relatou na súmula. O que me estranha é o árbitro relatar isso na súmula, comentando algo que ele não viu", destaca o presidente coral.

CONFIRA A SÚMULA DA PARTIDA

Bruno Balacó