PUBLICIDADE
Esportes
Recuperação

Sobrevivente de tragédia no CT do Flamengo deixa o CTI e é transferido

A confirmação da evolução do quadro e da transferência foi dada por meio de um boletim médico do Hospital Municipal Pedro II

18:57 | 03/03/2019
Jhonata Ventura deixou a CTI após ter corpo queimado
Jhonata Ventura deixou a CTI após ter corpo queimado

Um dos três feridos no incêndio que atingiu o Ninho do Urubu, Centro de Treinamentos do Flamengo, em fevereiro, Jhonata Ventura teve neste domingo, 3, uma evolução em seu quadro clínico. Depois de ter 30% do corpo queimado, o jogador das categorias de base do Rubro-Negro recebeu alta da CTI do Centro de Tratamento de Queimados, do Hospital Municipal Pedro II e foi transferido para o Hospital Vitória, na Barra da Tijuca.

O Hospital particular, inclusive, foi o local onde onde outros dois sobreviventes, Cauan Emanuel e Francisco Dyogo, foram tratados após o incêndio. Ambos já deixaram a unidade e estão sob acompanhamento em suas respectivas casas com seus familiares.

A confirmação da evolução do quadro e da transferência foi dada por meio de um boletim médico do Hospital Municipal Pedro II, que relata um “bom estado clínico” de Jhonata e a previsão de uso de antibióticos por mais duas semanas. O garoto ainda apresenta lesões cicatrizadas em diferentes regiões do corpo, mas precisa manter curativos em um membro superior e na mão direita.

De acordo com o documento apresentado, Jhonata não corre perigo, assim como os demais sobreviventes do incêndio que matou 10 atletas das categorias de base do Flamengo. O Ninho do Urubu, inclusive, segue interditado pelas autoridades da Prefeitura do Rio de Janeiro.

Confira o boletim médico sobre a saída de Jhonata do CTI:

O paciente Jhonata Cruz Ventura encontra-se em bom estado clínico. Com previsão de uso de antibiótico por 14 dias. Apresenta lesões cicatrizadas em face, região cervical, dorso e membro superior esquerdo.

Deverá permanecer a realização de curativos em membro superior e na mão direita, que tem a região mais acometida e apresenta lenta cicatrização. Encontra-se fora de perigo, e de alta do CTI Queimados para a UI Queimados. Como não possuímos vaga neste momento na UI Queimados, a família e o Flamengo optaram pela transferência para o Hospital Vitória para manutenção dos curativos em membro superior direito e na mão.

GAZETA ESPORTIVA