PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Por cantos homofóbicos, torcedor do Chelsea é banido por três anos

Um torcedor do Chelsea foi banido por três anos dos estádios ingleses por proferir cantos homofóbicos na partida contra o Brighton pelo Campeonato Inglês no dia 16 de dezembro. George Bradley, de 20 anos, admitiu à polícia inglesa que utilizou palavras homofóbicas no estádio do Brighton. O próprio torcedor do Chelsea aceitou que seu comportamento [?]

15:30 | 04/01/2019

Um torcedor do Chelsea foi banido por três anos dos estádios ingleses por proferir cantos homofóbicos na partida contra o Brighton pelo Campeonato Inglês no dia 16 de dezembro.

George Bradley, de 20 anos, admitiu à polícia inglesa que utilizou palavras homofóbicas no estádio do Brighton. O próprio torcedor do Chelsea aceitou que seu comportamento não era aceitável.

Na ocasião, Bradley foi expulso do Amex Stadium. Além da suspensão de três anos, o torcedor foi condenado a pagar £965 (cerca de R$ 4,6 mil).

Em nota no seu site oficial, o Brighton agradeceu o trabalho da Polícia de Sussex. ?Gostaríamos de agradecer à Polícia de Sussex pela assistência neste incidente repulsivo. Estamos muito satisfeitos com o desfecho?. publicou o clube.

Por sua vez, o Chelsea se comprometeu a tomar medidas mais rigorosas contra qualquer tipo de palavras discriminatórias proferidas por seus torcedores. Vale lembrar que no último mês, os Blues anunciaram que quatro torcedores foram afastados por proferirem ofensas racistas ao atacante Sterling, do Manchester City.

Gazeta Esportiva

TAGS