PUBLICIDADE
Futebol

Modric faz autocrítica e culpa falta de concentração por tropeços do Real

Tricampeão europeu, o Real Madrid segue irreconhecível na atual temporada. Neste domingo, o time chegou à sua sexta derrota no Campeonato Espanhol, do qual é o apenas o quinto colocado, com 30 pontos ganhos, 10 a menos que o líder e rival Barcelona. Para o meio-campista Luka Modric, o desempenho muito abaixo das expectativas tem [?]

09:30 | 07/01/2019

Tricampeão europeu, o Real Madrid segue irreconhecível na atual temporada. Neste domingo, o time chegou à sua sexta derrota no Campeonato Espanhol, do qual é o apenas o quinto colocado, com 30 pontos ganhos, 10 a menos que o líder e rival Barcelona. Para o meio-campista Luka Modric, o desempenho muito abaixo das expectativas tem explicação: falta de concentração e pouca fome de gol.

?Nos falta mais unidade em campo. Levamos gols em todas as partidas e não fazemos. Falta concentração no começo dos jogos, não podemos vacilar toda vez?, afirmou, após o revés diante da Real Sociedad, em pleno Santiago Bernabéu, por 2 a 0. ?Antes, a bola estava entrando. Agora, não. Temos que ser mais contundentes na frente do gol?, completou.

Eleito melhor jogador do mundo na maioria dos prêmios de 2018, o croata tem deixado a desejar e tem sido um dos mais criticados do elenco merengue. Nada de que ele não esteja ciente.

?Há muitos jogadores que não estão rendendo em seu melhor nível. Eu sou um deles. Tenho que melhorar e estou aqui para assumir a responsabilidade?, reconheceu. ?Temos que melhorar mentalmente e fisicamente. Temos que pensar jogo a jogo, e não no Barcelona ou em equipes que estão na frente. O nível de jogo tem de melhorar e temos jogadores com qualidade suficiente para sairmos desta situação?, completou.

Para que o Real, de fato, saia da crise, Modric sugere que o elenco se reúna para conversar e aparar as arestas. Para o camisa 10, correr atrás de desculpas e justificativas é perda de tempo.

?Não podemos dizer que fizemos uma boa partida, mas faltou sorte. Não é assim. Temos que sentar e conversar. É complicado para todos e temos que nos juntar para sairmos desta situação. Assim como, quando as coisas vão bem, há explicações, quando vão mal, também?, finalizou.

 

Gazeta Esportiva

TAGS