PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Maurizio Sarri manifesta apoio a Koulibaly após caso de racismo

Na última partida do Napoli pelo Campeonato Italiano, derrota por 1 a 0 para a Internazionale, o resultado ficou em segundo plano. O zagueiro Kalidou Koulibaly foi vítima de ofensas racistas vindas da torcida local. Nervoso, o defensor acabou expulso por levar dois cartões amarelos e, sem ele, os visitantes sofreram o gol da derrota [?]

10:45 | 28/12/2018

Na última partida do Napoli pelo Campeonato Italiano, derrota por 1 a 0 para a Internazionale, o resultado ficou em segundo plano. O zagueiro Kalidou Koulibaly foi vítima de ofensas racistas vindas da torcida local. Nervoso, o defensor acabou expulso por levar dois cartões amarelos e, sem ele, os visitantes sofreram o gol da derrota nos acréscimos.

Nesta sexta-feira, o técnico do Chelsea, Maurício Sarri, se manifestou sobre o caso. O italiano, que treinou Koulibaly entre 2015 e 2018, criticou o futebol italiano, disse que o país precisa combater mais o racismo e lembrou que, enquanto estava no Napoli, dois jogos fora de casa foram interrompidos por ofensas racistas a jogadores.

?A Itália tem alguns problemas no futebol. Quando estava lá [no Napoli] interrompemos dois jogos, um contra a Lazio em Roma e outro contra a Sampdoria em Gênova?, disse o treinador em coletiva. ?Sinto muito por Kalidou [Koulibaly], ele é um homem maravilhoso. Acho que a Itália pode fazer mais para resolver esse problema?.

A Federação Italiana de Futebol puniu a Inter de Milão na última quinta-feira com dois jogos em casa com portões fechados e a interdição do segundo anel verde, a Curva Norte, onde ficam as torcidas organizadas do clube.

Gazeta Esportiva

TAGS