PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Espérance desafia Al Ain para ver quem pega o River no Mundial

Campeão da Liga das Nações da África, o Espérance, da Tunísia, desafia o anfitrião Al Ain em sua estreia no Mundial de Clubes da Fifa. O duelo, programado para as 14h30(de Brasília) deste sábado, no Estádio Hazza Bin Zayed, em Al Ain, nos Emirados Árabes Unidos, vai apontar o rival do campeão da Libertadores, o [?]

19:30 | 14/12/2018

Campeão da Liga das Nações da África, o Espérance, da Tunísia, desafia o anfitrião Al Ain em sua estreia no Mundial de Clubes da Fifa. O duelo, programado para as 14h30(de Brasília) deste sábado, no Estádio Hazza Bin Zayed, em Al Ain, nos Emirados Árabes Unidos, vai apontar o rival do campeão da Libertadores, o River Plate da Argentina, nas semifinais.

O Al Ain, que está no torneio como representante do país-sede, pois foi campeão nacional, já jogou neste Mundial, eliminando na primeira partida o representante da Oceania, o Team Wellington, da Nova Zelândia. A ordem é jogar com a mesma determinação daquela ocasião, quando os árabes perdiam por 3 a 0, buscaram o empate e avançaram nas disputas de pênaltis.

?Mostramos que vontade é algo que não nos falta. Agora o desafio é maior, pois o Espérance é muito mais organizado?, disse o técnico do Al Ain, o croata Zoran Mamic.

Pelo lado do Espérance a ordem é entrar em campo focado apenas nos árabes.

?O mais complicado nessas ocasiões é esquecer o River Plate para não tropeçar no primeiro desafio. O nosso time foi vítima disso em dois mil e onze e não podemos repetir?, disse o técnico Mouin El Shaabanitomó, se referindo à derrota para outro árabe, o Al Sadd, que tirou dos tunisianos a chance de enfrentar o Barcelona nas semifinais.

Em termos de escalação, o Al Ain perdeu o meia Amer Abdulrahman, que cumpre suspensão por ter sido expulso contra o Team Wellington. Assim, o time passará a jogar com três homens de frente, uma vez que o artilheiro sueco Marcus Berg, preservado parte do tempo contra os neozelandeses, reaparece ocupando a vaga.

No Espérance, a estrela da companhia é o artilheiro Anice Badri, que representou a seleção da Tunísia na Copa do Mundo da Rússia e foi artilheiro da Liga dos Campeões da África com oito gols anotados.

Caso a partida termine empatada no tempo regulamentar acontecerá uma prorrogação de trinta minutos. Persistindo a igualdade no tempo extra, o classificado será conhecido somente nas cobranças de pênaltis.

FICHA TÉCNICA

ESPÉRANCE-TUN X AL AIN-EUA

Local: Estádio Hazza Bin Zayed, em Al Ain (Emirados Árabes Unidos)

Data: 15 de dezembro de 2018 (Sábado)

Horário: 14h30(de Brasília)

Árbitro: não divulgado pela organização

ESPÉRANCE: Moez Ben Cherifia, Sameh Derbali, Iheb Mbarki, Houcine Rebai e Ali Machani; Ali Ben Romdhan, Adem Rjaibi, Ghailene Chaalali e Saad Bguir; Mohamed Belaili e Anice Badri

Técnico: Mouin El Shaabanitomó

AL AIN: Khalid Eisa, Ismail Ahmed, Mohanad Salem, Ahmed Barman e Mohamad Ahmad; Tongo Doumbia, Hussein El Shahat e Caio; Tsukasa Shiotani, Jamal Maroof e Marcus Berg

Técnico: Zoran Mamic

Gazeta Esportiva

TAGS