PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Mulher flagrada em vídeo colocando sinalizadores em criança é presa na Argentina

Suspeita pode pegar de dois a seis anos de reclusão e pode ter pena aumentada em um terço caso confirme que era mãe da criança. Isso segundo código penal argentino

16:32 | 26/11/2018
NULL (Foto: )
NULL (Foto: )
[FOTO1] No último sábado, 24, a final da Libertadores entre River Plate e Boca Juniors no Monumental de Núñez foi cercada por problemas extracampos. Ônibus xeneize depredado, gás de pimenta em vestiário dos visitantes e jogadores machucados em detrimento das pedras no veículo, lançadas por torcedores do time da casa. 

Um desses acontecimentos, porém, chamou atenção por sua peculiaridade. Um mãe foi filmada amarrando sinalizadores em seu filho, para que a criança pudesse entrar no estádio com os artefatos pirotécnicos sem ser revistada. O vídeo rodou o mundo em muita indignação. 

Contudo, nesta segunda-feira, 26, a mulher que foi vista nas imagens foi presa em Buenos Aires. Com provas apresentadas à perícia, a mãe teve seu pedido de prisão decretado pelo Ministério Público de acordo com os artigos 106 e 107 do código penal argentino. A suspeita por cumprir pena de dois a seis anos, ainda segundo esses artigos. O tempo pode ser aumentado em um terço caso seja confirmado que era mãe da criança. 

"Foi essencial o software para melhorar as imagens e o trabalho com as redes sociais. Nas imagens reveladas foi possível detectar o uso de um relógio de pulso na pessoa que colocava os sinalizadores no menor, objeto que serviu para identificar em outra imagem em uma rede social de um dos identificados", informa o Ministério em comunicado. 

No sábado, a partida acabou sendo adiada para o domingo, 25, mas também não houve jogo, já que o Boca Juniors alegou 'não compatibilidade esportiva', visto que alguns jogadores estavam machucados devido aos acontecimentos. Ainda sem definição de uma data para acontecer o jogo da volta da final da Libertadores, uma reunião com representantes dos dois clubes deve acontecer na Conmebol nesta terça-feira, 27, e aí pode ser decidido data e local do jogo. O Monumental de Núñez corre risco de não receber mais o embate. 
 
Veja vídeo da mãe amarrando sinalizadores na criança:
[VIDEO1] 
TAGS