PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Furacão empata com Ceará e perde chance de entrar no G6 do Brasileirão

O Atlético Paranaense tropeçou na Arena da Baixada e ficou no empate diante do Ceará por 2 a 2, desperdiçando uma grande oportunidade de entrar no G6 do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Furacão chegou aos 54 pontos, na sétima colocação. Já o Alvinegro é o 13º colocado, com 43 pontos, e espera o [?]

18:15 | 25/11/2018

O Atlético Paranaense tropeçou na Arena da Baixada e ficou no empate diante do Ceará por 2 a 2, desperdiçando uma grande oportunidade de entrar no G6 do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Furacão chegou aos 54 pontos, na sétima colocação. Já o Alvinegro é o 13º colocado, com 43 pontos, e espera o fim da rodada para saber se ainda sofre risco de queda.

Em rápido contra-ataque e com um arremate bonito, de primeira, de Leandro Carvalho, o Vovô abriu a contagem, aos 25 minutos do primeiro tempo. Depois do intervalo, aos oito minutos, Marcinho deixou tudo igual. Aos 12 minutos, Lucho González decretou a virada. Wescley, aos 37 minutos, empatou.

Na próxima rodada, o Atlético Paranaense enfrenta o Flamengo, domingo, em local a ser confirmado pela CBF. Já o Ceará terá pela frente o Vasco da Gama, no mesmo dia, na Arena Castelão, em Fortaleza.

O jogo ? Com o time totalmente modificado, o Furacão tentava se acertar nos primeiro movimentos Aos quatro minutos, Bergson pegou sobra de bola na entrada da área e engatilhou o chute em cima da defesa alvinegra. Com oito minutos, Lisca já foi obrigado a mexer no time, com Tiago Alves saindo lesionado para a entrada de Luiz Otávio.

O jogo era morno, com o Atlético mantendo a posse de bola, mas sem conseguir vencer a defesa cearense. Em uma primeira tentativa do Vovô, aos 16 minutos, Juninho mandou uma bomba e carimbou a zaga atleticana. Mais Ceará no ataque, aos 18 minutos, com Samuel Xavier cruzando na medida para Arthur, que por pouco não conseguiu o desvio.

A equipe visitante, mais acertada, começou a gostar do jogo e, aos 25 minutos, Leandro Carvalho arriscou o arremate de primeira, no cantinho, e abriu a contagem. O Furacão estava desorganizado, enquanto a equipe visitante esperava para encaixar o contra-ataque em velocidade. Aos 37 minutos, Bergson recebeu na área e chutou à esquerda da meta, perdendo grande chance.

Para a segunda etapa, o Rubro-Negro voltou com Lucho González e Rony nos lugares de Bruno Guimarães e Marcelo Cirino. Aos dois minutos, Marcinho arriscou o chute da entrada da área e a bola passou raspado. Mas, aos oito, o atacante acertou o alvo, aproveitando rebote errado de Valdo e desvio na defesa no meio do caminho. Aos 12 minutos, a virada, com Lucho González, aproveitando jogada ensaiada após cobrança de escanteio.

O Atlético quase ampliou, aos 16 minutos, mas a testada firme de Rony parou na trave. Na resposta, um susto, com Bergson desviando para trás e acertando sua própria trave. Querendo pelo menos um ponto fora de casa, o Ceará foi para frente, mas encontrava uma defesa atleticana bem postada. Aos 28 minutos, Felipe Azevedo correu com a bola e disparou o chute para boa defesa de Felipe Alves.

Cobrança de escanteio, aos 29 minutos, e Brock testou para Felipe Alves defender em dois tempos. Aos 30 minutos, Wescley foi puxado na área e o árbitro anotou a penalidade. Na cobrança, Richardson parou na defesa de Felipe Alves. Porém, aos 37 minutos, Wescley entrou na área e chutou para deixar tudo igual no placar. Bergson ainda balançou a rede, mas colocou o braço na bola e o arbitro anulou.

ATLÉTICO-PR 2 X 2 CEARÁ

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Data: 25 de novembro de 2018, domingo

Horário: 17 horas (de Brasília)

Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)

Assistentes: Daniel Luis Marques (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)

Cartões amarelos: Rony, Camacho e Bergson (Atlético-PR); Juninho, Leandro Carvalho (Ceará)

Gols

ATLÉTICO-PR: Marcinho, aos 08 minutos e Lucho, aos 12 minutos do segundo tempo

CEARÁ: Leandro Caralho, aos 25 minutos e Wescley, aos 37 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-PR: Felipe Alves; Diego, Wanderson, José Ivaldo e Márcio Azevedo; Camacho, Bruno Guimarães (Lucho González) e Rosseto (Nikão); Marcinho, Cirino (Rony) e Bergson.

Técnico: Tiago Nunes

CEARÁ: Everson, Samuel Xavier, Tiago Alves (Luiz Otávio), Valdo (Felipe Azevedo) e Eduardo Brock; Felipe Jonatan, Richardson, Juninho e Ricardinho; Leandro Carvalho e Arthur

Técnico: Lisca

Gazeta Esportiva

TAGS