Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Brasil de Pelotas vence e afunda Juventude no Z4 da Série B

O Brasil de Pelotas derrotou nesta quinta-feira o Juventude por 1 a 0 no Estádio Alfredo Jaconi pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Numa partida tecnicamente deixou a desejar e mostrou muita transpiração dos times, o Xavante pelo menos foi mais efetivo na oportunidade que teve através de Léo Bahia. Com o [?]
23:45 | Nov. 01, 2018
Autor O Povo
Foto do autor
O Povo Jornal
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Brasil de Pelotas derrotou nesta quinta-feira o Juventude por 1 a 0 no Estádio Alfredo Jaconi pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Numa partida tecnicamente deixou a desejar e mostrou muita transpiração dos times, o Xavante pelo menos foi mais efetivo na oportunidade que teve através de Léo Bahia.

Com o resultado, o Brasil permanece em 15º lugar com 40 pontos e abriu cinco pontos de vantagem para o primeiro time da zona do rebaixamento. E o Juventude segue em 17º lugar com 35 pontos.

Na próxima rodada o Juventude visita no dia 06, terça, o CRB, às 21h30(de Brasília), no Rei Pelé. No mesmo dia o Brasil de Pelotas recebe o Vila Nova, às 19h15(de Brasília), no Bento Freitas.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O Jogo ? Precisando vencer, os donos da casa se mandam para o ataque. Por sua vez, o Xavante está postado defensivamente e especulou jogadas de contra-ataque.

As duas equipes usam do expediente da bola aérea e chutes de longe. Uma partida bastante truncada de muitas faltas. Aos 22, o lateral-esquerdo Neuton com dores nas costelas foi substituído por Bertotto. Aos 26, o volante Michel Schmöller que estava amarelado acabou saindo para a entrada de Sousa.

Depois de 30 minutos até agora os times não criaram nenhuma chance de gol. Seguiu a insistência do Alviverde e do Xavante no jogo aéreo, porém sem efetividade.

Na etapa inicial uma partida tecnicamente muito fraca com os times mostrando disposição na marcação e pouca qualidade na criação de jogadas ofensivas.

Já no primeiro lance do segundo tempo, os anfitriões assustam a meta do Brasil de Pelotas. Com 01 minuto, Hugo Sanches cobrou falta forte e rasteira. Marcelo Pitol espalmou de primeira pra longe. A resposta dos visitantes ocorreu, aos 09, Wallace Pernambucano protegeu bem, tocou de cabeça para Itaqui dentro da área e o volante finalizou em cima do zagueiro Micael.

Uma boa jogada do Alviverde, aos 17, Denner tabelou com Mattioni, invadiu a área, tirou Alex Ruan da jogada e bateu de chapa, rente a trave de Pitol. Três minutos depois chegou a vez do Brasil através de uma cobrança de falta, a bola sobrou viva para Leandro Camilo. O zagueiro tentou dar uma bicicleta e Douglas espalmou para escanteio.

A troca feita pelo técnico Rogério Zimmermann surtiu efeito logo em seguida. Aos 32, de fora da área, Léo Bahia limpou o zagueiro, chutou forte e rasteiro morrendo no fundo da rede. Depois de sofrer o gol, o Alviverde se mandou para o ataque e quase empatou. Aos 37, Mattioni tabelou com Guilherme Queiroz, invadiu a área e chutou em cima de Marcelo Pitol. O goleiro saiu nos pés do lateral alviverde.

Mesmo com a pressão do time da Serra, o Xavante suportou a pressão final e alcançou um triunfo importante para escapar da zona do rebaixamento. Enquanto o Juventude se encaminha há passos largos rumo a Série C.

Ficha Técnica

Juventude 0 x 1 Brasil de Pelotas

Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul-RS

Data: 01 de novembro(Quinta-feira)

Horário: 21h30(de Brasília)

Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez(PE)

Assistentes: Clovis Amaral da Silva (PE) e Marcelino Castro de Nazare (PE)

Cartão amarelo: Michel Schmöller (Brasil de Pelotas).

Cartão vermelho: Lucas(Juventude)

Gol: Léo Bahia (Brasil de Pelotas), aos 32 minutos do segundo tempo

Juventude: Douglas; Felipe Mattioni, Micael, Rafael Bonfim e Neuton(Bertotto); Rodrigo, Lucas, Hugo Sanches, Denner e Gabriel Valentini (Caio Rangel); Elias (Guilherme Queiroz)

Técnico: Luiz Carlos Winck

Brasil de Pelotas: Marcelo Pitol, Éder Sciola, Leandro Camilo, Heverton, Alex Ruan, Michel Schmöller (Sousa), Itaqui, Rafael Gava e Diego Miranda, Lourency (Léo Bahia) e Wallace Pernambucano (Michel)

Técnico: Rogério Zimmermann

Gazeta Esportiva

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags