PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Capitão na eliminação, Miranda mostra respeito ao novo ?líder? Neymar

O estabelecimento de Neymar como capitão fixo da Seleção Brasileira, feito por Tite no início do novo ciclo visando ao Mundial do Catar, em 2022, pareceu ser bem recebido dentro do elenco. Atleta que ficou com a faixa por mais vezes até essa definição, o zagueiro Miranda aprovou a opção do comandante. ?Ele é um [?]

15:15 | 14/10/2018

O estabelecimento de Neymar como capitão fixo da Seleção Brasileira, feito por Tite no início do novo ciclo visando ao Mundial do Catar, em 2022, pareceu ser bem recebido dentro do elenco. Atleta que ficou com a faixa por mais vezes até essa definição, o zagueiro Miranda aprovou a opção do comandante.

?Ele é um líder. Tem sua maneira de liderar, acho que foi uma boa escolha?, comentou o defensor da Inter de Milão, que ostentou a condição na eliminação contra a Bélgica, na Copa do Mundo. Ao todo, Miranda teve a faixa em seis oportunidades sob a batuta de Tite.

?O Neymar tem uma responsabilidade muito grande e nós temos que dividir essa responsabilidade na liderança do grupo. Ele está definido como líder, nós o respeitamos e vamos procurar ajudá-lo da melhor maneira possível?, observou o defensor, que deve retornar ao time titular na partida contra a Argentina, às 15h (de Brasília) da terça-feira, em Jidá.

De olho no primeiro grande adversário pós-Copa do Mundo, Miranda minimizou o fato de o adversário não contar com a presença do craque Lionel Messi. Para ele, um clássico contra o país vizinho, ainda que no meio do Oriente Médio, sempre tem uma grande importância.

?É sempre diferente um Brasil x Argentina, independentemente de ter Messi, há uma rivalidade, o gosto maior de vencer a Argentina. Nós sabemos o que representa esse jogo, temos que fazer nosso melhor para fazermos um grande jogo e merecer vencer?, concluiu.

Gazeta Esportiva

TAGS