Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Campeão do Mundo em 2006, Iaquinta é condenado a dois anos de prisão

O ex-jogador Vincenzo Iaquinta foi condenado, nesta quarta-feira, em primeira instância, a dois anos de justiça italiana após ter sido considerado culpado da acusação de posse ilegal de armas. Ele também havia sido indiciado pela ligação com a Ndrangheta, nome dado para a máfia da Calábria, mas acabou sendo inocentado desta acusação. Campeão da Copa [?]
14:45 | Out. 31, 2018
Autor O Povo
Foto do autor
O Povo Jornal
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O ex-jogador Vincenzo Iaquinta foi condenado, nesta quarta-feira, em primeira instância, a dois anos de justiça italiana após ter sido considerado culpado da acusação de posse ilegal de armas. Ele também havia sido indiciado pela ligação com a Ndrangheta, nome dado para a máfia da Calábria, mas acabou sendo inocentado desta acusação.

Campeão da Copa do Mundo com a seleção italiana em 2006, Iaquinta pode recorrer da decisão e pode responder em liberdade enquanto todas as instâncias não forem esgotadas. Já o pai do ex-jogador da Juventus e da Udinese foi condenado a 19 anos após a justiça entender que ele prestava serviços à Ndrangheta.

O ex-atacante italiano reconheceu que as armas estavam em sua casa, no entanto, declarou que elas pertenciam a seu pai.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

?Isso é uma vergonha. Estão arruinando minha vida enquanto eu não fiz nada. Estou sofrendo como um cão nesses últimos anos, assim como minha família e meus filhos. Estão dizendo que sou culpado porque sou de Calabria, mas eu venci uma Copa do Mundo. A justiça será feita para nós?, declarou Iaquinta na saída da corte.

Gazeta Esportiva

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags