PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Brasileiro do Al Ain confirma rumor, mas despista sobre ida ao Porto

Único brasileiro no elenco do Al Ain, dos Emirados Árabes Unidos, Caio Lucas teve seu nome vinculado ao Porto recentemente. Em meio aos rumores, o meia, de somente 24 anos, não negou a conversa entre seus representantes e dirigentes da equipe portuguesa, mas fez questão de despistar sobre uma possível transferência ao time em entrevista [?]

08:30 | 10/10/2018

Único brasileiro no elenco do Al Ain, dos Emirados Árabes Unidos, Caio Lucas teve seu nome vinculado ao Porto recentemente. Em meio aos rumores, o meia, de somente 24 anos, não negou a conversa entre seus representantes e dirigentes da equipe portuguesa, mas fez questão de despistar sobre uma possível transferência ao time em entrevista exclusiva à Gazeta Esportiva.

?Meus empresários que resolvem isso. Ouvi dizer sim, existiram os rumores. Mas eles procuram não me falar muito, até para eu não me distrair. Eles estão conversando. Como eu falei, é um clube grande, qualquer jogador tem vontade de jogar lá e comigo não é diferente?, afirmou Caio Lucas, antes de completar.

?Mas estou bem focado aqui no Al Ain, temos o Mundial pela frente, estou trabalhando e dando meu máximo. Sobre propostas, deixo para os empresários resolverem. Eu procuro só jogar, que é o que eu sei fazer?, concluiu.

Desde 2011 longe do futebol brasileiro, Caio Lucas deixou o país para estudar no Japão. Depois de passar por um período de adaptação na Ásia, o meia foi para o Al Ain e desfruta do status de ser um dos principais atletas no elenco da equipe. Tudo isso o deixou em posição de atrair interesse de clubes maiores, como o Porto.

Confira fotos de Caio Lucas no Al Ain:

?Fico feliz do meu nome estar sendo falado em clube como o Porto. Creio que qualquer jogador ficaria feliz com isso. Jogar na Europa é o sonho de qualquer jogador, porque é um campeonato de alto nível?, contou, revelando depois o desejo de honrar seu acordo com o Al Ain, mas novamente deixando escapar a vontade de jogar no continente europeu.

?Tenho mais um ano de contrato com o Al Ain e pretendo cumpri-lo. Vou continuar dando o meu máximo, trabalhando para que as coisas, no seu devido tempo, aconteçam. Mas a Europa é um dos lugares em que qualquer jogador quer estar e atuar. Eu não sou diferente?, finalizou.

* Especial para a Gazeta Esportiva

Gazeta Esportiva

TAGS