PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Benfica anuncia venda definitiva de Anderson Talisca ao futebol chinês

Depois de emprestar Anderson Talisca ao Guangzhou Evergrande, da China, com o valor de compra fixado, o Benfica anunciou nesta sexta-feira a negociação em definitivo envolvendo o jogador brasileiro com o clube do Oriente Médio. Em comunicado destinado à Comissão do Mercado de Valores Imobiliários de Portugal, os encarnados confirmaram a venda pelo valor total [?]

18:15 | 26/10/2018

Depois de emprestar Anderson Talisca ao Guangzhou Evergrande, da China, com o valor de compra fixado, o Benfica anunciou nesta sexta-feira a negociação em definitivo envolvendo o jogador brasileiro com o clube do Oriente Médio. Em comunicado destinado à Comissão do Mercado de Valores Imobiliários de Portugal, os encarnados confirmaram a venda pelo valor total de 25 milhões de euros (cerca de R$ 104,1 milhões).

Especulado em gigantes europeus, como Manchester United, após duas temporadas cedido ao Besiktas, da Turquia, Talisca acabou negociado com um dos principais times do futebol chinês, que arcou com 5,8 milhões de euros (R$ 24,1 milhões) pelo empréstimo. Como estava estabelecido em contrato, o Guangzhou desembolsou mais 19,2 milhões (R$ 79,8 milhões) de euros pela compra.

?A Sport Lisboa e Benfica ? Futebol, SAD informa, nos termos e para o efeito do disposto no artigo 248.º A do Código

dos Valores Mobiliários, que o Guangzhou Evergrande exerceu o direito de opção para a aquisição a título definitivo

dos direitos desportivos do jogador Anderson Souza Conceição (Talisca) por um montante de ? 19.200.000

(dezenove milhões e duzentos mil euros), o qual estava consagrado no contrato de cedência temporária do referido

atleta?, diz o comunicado.

?Ao valor acima referido acresce a quantia já recebida de ? 5.800.000 (cinco milhões e oitocentos mil euros),

acordada no contrato de cedência temporária do referido jogador?, finalizou.

Em 2018, Talisca chegou até a ser convocado por Tite para defender a Seleção Brasileira nos últimos amistosos antes do anúncio da delegação que iria disputar a Copa do Mundo. Ainda assim, o atacante foi negociado com o futebol do Oriente Médio e com a confirmação da compra em definitivo rendeu ao Benfica mais de 20 milhões de euros de lucro, já que, em 2014, os portugueses contrataram o jogador por 4 milhões de euros (R$16,6 milhões) junto ao Bahia.

Gazeta Esportiva

TAGS