PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Atlético-GO e Vila Nova ficam no empate no clássico goiano

Num duelo em que as duas equipes precisavam do resultado para colar de vez nos líderes, o empate por 2 a 2 pode ser considerado um placar horrível tanto para Atlético-GO, quanto para o Vila Nova, que duelaram no estádio Antônio Accioly pela 30ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O placar foi aberto logo [?]

18:45 | 06/10/2018

Num duelo em que as duas equipes precisavam do resultado para colar de vez nos líderes, o empate por 2 a 2 pode ser considerado um placar horrível tanto para Atlético-GO, quanto para o Vila Nova, que duelaram no estádio Antônio Accioly pela 30ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

O placar foi aberto logo aos oito minutos quando Alan Mineiro finalizou de fora da área e deu vantagem para a equipe visitante. O empate e a virada vieram no segundo tempo após duas cobranças de pênalti, cobradas por Thiago Santos e Júlio César. Aos 44, Diego Giaretta deu novamente a igualdade no placar e finalizou a partida.

Com o resultado, as duas equipes chegam aos 45 pontos e desperdiçam uma chance de colocar no Avaí, que abre o G4 da competição com 48 pontos conquistados.

O jogo ? Mesmo jogando sem o apoio de sua torcida, o Vila Nova teve um início melhor do que o Atlético-GO no clássico. Com uma maior posse de bola, a equipe visitante trabalhava melhor as jogadas, porém encontrava dificuldades para criar uma chance clara,

Com dificuldades para penetrar a defesa adversária, a arma utilizada para causar uma perigo ao gol adversário foi o chute de fora da área. Assim, logo aos oito minutos, Alan Mineiro acertou uma bela finalização de fora da área no lado direito do goleiro que não conseguiu alcançar, abrindo o placar para a equipe visitante.

O gol mudou o panorama da partida, que começou a ter o time mandante tomando conta das ações. Aos 17 minutos, Pedro Bambu aproveitou a sobra de um escanteio dentro da área e finalizou forte exigindo a primeira grande defesa do goleiro Rafael Santos.

As bolas paradas eram as principais armas para o Dragão buscar o seu gol de empate. Aos 34 minutos, Gilvan subiu mais que todo mundo, e resvalou a bola para a segunda trave, onde Pedro Bambu estava sozinho e só precisou empurrar para a rede. No entanto a arbitragem anulou o gol alegando que o volante estava adiantado.

Enquanto o Atlético buscava o empate através da bola parada, o Vila Nova buscava ampliar a vantagem através dos contra-ataques. Aos 36 minutos, Moacir encontrou Lucas Braga dentro da área, o atacante rolou para Wellington Reis, que finalizou de primeira por cima do gol.

No segundo tempo a partida ficou um pouco mais truncada, sem grandes chances para as duas equipes marcar e muito brigado no meio de campo. Após algumas substituições, o Atlético-GO começou a ser mais efetivo no ataque em busca do empate.

Aos 23 minutos, Thiago Santos foi lançado para dentro da área e acabou derrubado pelo defensor do Tigre que errou na hora de dar o bote.  O árbitro assinalou o pênalti, que foi cobrado pelo próprio Thiago Santos, que converteu com tranquilidade e igualou o placar.

A pressão do time da casa seguiu mesmo após o empate. Após um boa jogada pela direita, Thiago Santos tentou cruzar e a bola foi desviada pelo defensor adversário. O árbitro entendeu que o toque ocorreu na mão do jogador adversário e assinalou um novo pênalti para o time mandante. Júlio César foi o responsável pela cobrança e virou o placar para o Dragão.

O Vila Nova não desanimou com a virada da equipe adversária e conseguiu buscar o empate já nos minutos finais. Aos 44 minutos, Diego Giaretta aproveitou o cruzamento e finalizou bonito para decretar o empate no clássico goiano pelo placar de 2 a 2.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO GOIANIENSE X VILA NOVA

Local: Estádio Antônio Accioly, Goiânia (GO)

Data: Sábado, dia 6 de outubro de 2018

Horário: 16h30 (de Brasília)

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)

Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Jorge Eduardo Bernardi (RS)

Cartões amarelos: Rômulo, Thiago Santos (Atlético Goianiense);Wesley Matos, Wellington Reis e Geovane (Vila Nova)

Cartão vermelho: ?

Gols: ATLÉTICO GOIANIENSE: Thiago Santos e Júlio César, ambos de pênalti, aos 25 e 32 minutos do segundo tempo VILA NOVA: Alan Mineiro, aos 8 minutos do primeiro tempo, e Diego Giaretta aos 44 do segundo tempo.

ATLÉTICO GOIANIENSE: Jefferson; Jonathan (Alisson), Oliveira, Gilvan e Mascarenhas; Rômulo, Pedro Bambu e João Paulo (André Luis); Júlio César, Thiago Santos e Renato Kayzer (Vitinho)

Técnico: Cláudio Tencati

VILA NOVA: Rafael Santos; Moacir, Wesley Matos, Diego Giaretta e Gastón Filgueira; Geovane, Wellington Reis (Rafael Barros), Mateus Anderson, Alan Mineiro e Lucas Braga (Hélder); Elias (Alex Henrique)

Técnico: Hemerson Maria

Gazeta Esportiva

TAGS