PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Atlético de Madrid sofre, mas vence o Brugge pela Liga dos Campeões

Nesta quarta-feira, o Atlético de Madrid sofreu mais que o esperado para superar o modesto Club Brugge em duelo válido pela segunda rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões. No Wanda Metropolitano, em Madrí, os donos da casa contaram com uma noite inspirada de Griezmann para vencer por 3 a 1, com dois [?]

18:00 | 03/10/2018

Nesta quarta-feira, o Atlético de Madrid sofreu mais que o esperado para superar o modesto Club Brugge em duelo válido pela segunda rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões. No Wanda Metropolitano, em Madrí, os donos da casa contaram com uma noite inspirada de Griezmann para vencer por 3 a 1, com dois gols do francês e um de Koke. Os visitantes descontaram com Groeneveld.

Com o resultado, os comandados de Diego Simeone assumiram a liderança do Grupo A, com seis pontos ganhos. O Borussia Dortmund segue na cola, com a mesma pontuação, atrás apenas pelo número de gols marcados. Monaco e Brugge, zerados, são os lanternas.

A próxima rodada, a terceira da primeira fase, está marcada para o dia 24 de outubro, quarta-feira. Neste dia, os colchoneros estarão na Alemanha para enfrentar o Borussia Dortmund, enquanto o time belga recebe o Monaco, na Bélgica.

Atleti começa melhor, mas é surpreendido antes do intervalo

O Atlético de Madrid dominou as ações do jogo desde o início, mas teve dificuldades para furar o bloqueio defensivo do time visitante na primeira metade do primeiro tempo. Aos poucos, o time comandado por Diego Simeone foi encontrando espaços e passando a levar perigo ao gol defendido por Letica.

Saúl, aos 21, e Lemar, aos 25, tiveram as melhores chances para inaugurar o marcador a favor dos donos da casa. O primeiro viu a bola sair pela linha de fundo depois de um chute cruzado, enquanto o segundo viu o goleiro do Brugge fazer boa defesa e finalização de dentro da área.

A pressão do Atleti, enfim, surtiu efeito aos 27 minutos. Pela esquerda, Lemar levantou na área, a bola passou por todo mundo e sobrou limpa com Griezmann na segunda trave. O francês matou no peito, colocou no chão e, com a chapa do pé esquerdo, bateu rasteiro para abrir o placar no canto esquerdo.

Após o gol, porém, os espanhóis diminuíram o ritmo e permitiram que os belgas crescessem na partida. E mesmo sem criar grandes oportunidades para balançar a rede, o empate acabou acontecendo aos 38 minutos, em grande estilo. Groeneveld recebeu pela esquerda, rolou para dentro e soltou uma boma de perna direita. À meia altura, o holandês acertou o canto direito, Oblak não alcançou, e o primeiro tempo terminou em 1 a 1 em Madrí.

Griezmann volta a brilhar, Koke define

A partida voltou mais aberta na etapa final, com os colchoneros voltando a buscar a vantagem no placar. O segundo gol por pouco não aconteceu aos 15 minutos. Com a defesa do Brugge desarrumada, Koke recebeu de Diego Costa e partiu livre em direção à área. O meia demorou a tocar para Griezmann na esquerda e dividiu com o zagueiro. Mesmo assim, a bola sobrou para o camisa sete, que bateu rasteiro e viu Letica praticar bela defesa com o pé.

Aos 21, porém, o goleiro croata nada pôde fazer. Pela esquerda, Griezmann acionou Diego Costa com um bom passe em profundidade. Dentro da área, o camisa 19 evitou a saída, cortou o zagueiro e rolou novamente para o francês, que, de primeira, bateu cruzado com a canhota e correu para o abraço.

Com 37 rodados, os donos da casa tiveram a chance de sacramentar a vitória, mas Correa acabou desperdiçando uma chance claríssima de gol. Filipe Luís foi lançado em profundidade, serviu o argentino, que, dentro da área e de frente para Letica, fez o mais difícil e jogou para fora.

Se Correa não foi capaz de selar o triunfo, Koke, por sua vez, não perdoou. Após jogada pela esquerda, Filipe Luís chegou ao fundo e cruzou para trás. A zaga não conseguiu afastar e a bola sobrou nos pés do espanhol, que tirou do goleiro e fechou a conta em 3 a 1.

Dortmund bate Monaco na Alemanha

No Signal Iduna Park, na Alemanha, o Borussia Dortmund bateu o Monaco por 2 a 0, com gols de Larsen e Paco Alcácer. O resultado é importante e coloca o Submarino Amarelo em situação extremamente confortável, no aguardo do confronto direto com o Atlético de Madrid pela liderança isolada do grupo.

 

Gazeta Esportiva

TAGS