PUBLICIDADE
Futebol

Tiago Nunes lamenta mais uma virada, mas segue confiando no Furacão

O Atlético Paranaense sofreu a terceira derrota consecutiva no Campeonato Brasileiro ao ceder a virada por 2 a 1 para a Chapecoense e novamente vê acesa a luz amarela com a reaproximação da zona de rebaixamento, apenas três pontos abaixo. O técnico Tiago Nunes segue confiante em relação a trabalho da equipe e lamentou, mais […]

22:45 | 13/09/2018

O Atlético Paranaense sofreu a terceira derrota consecutiva no Campeonato Brasileiro ao ceder a virada por 2 a 1 para a Chapecoense e novamente vê acesa a luz amarela com a reaproximação da zona de rebaixamento, apenas três pontos abaixo. O técnico Tiago Nunes segue confiante em relação a trabalho da equipe e lamentou, mais do que o desempenho, o resultado final do confronto, que impediu um salto na classificação.

“Mesmo tristes, continuamos acreditando no que a gente vem construindo. Era um resultado que poderia nos colocar em uma posição melhor na tabela”, disse o treinador, que assumiu a responsabilidade pela sequência negativa. “Cada derrota tem uma história diferente. Era um jogo mais de força, de disputa, ainda mais com o gramado pesado, com chuva. A avaliação não é positiva pelos resultados. A responsabilidade é minha pelas três derrotas seguidas. Agora é rever o jogo, conversar com os atletas, para tentar fora de casa o mesmo desempenho que temos na Arena”, emendou.

O comandante rubro-negro admite que o Furacão não administrando bem o placar quando está na frente do placar jogando como visitante e novamente não soube suportar a pressão. “A gente saiu vencendo mais uma vez, como foi contra o Atlético Mineiro e Cruzeiro, e tomamos a virada novamente. O time precisa jogar melhor pressionado. Não aproveitamos o desequilíbrio da Chape e o futebol é cruel, não permite erros. Encontraram o gol, tiveram sorte, e o segundo foi no empurrão, não conseguimos segurar a bola”, avaliou.

Agora serão dois jogos em casa, momento em que Tiago espera o time reencontrando a confiança com vitorias e um bom futebol. “Segurança vem com resultado, com performance. Penso que a confiança volta com resultado. Falta vencer. E, quando se vence, se fala que estamos com confiança. Temos pouco tempo de preparação, mas o grupo aceita bem a cobrança” concluiu.

Gazeta Esportiva

Recomendadas para você

Comentários