Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Dybala se diz privilegiado por poder atuar com Messi e Cristiano Ronaldo

Camisa 10 da Juventus e nome praticamente certo nas convocações da seleção argentina, Paulo Dyabala é um dos poucos jogadores do futebol mundial que temo privilégio de pode atuar tanto com Cristiano Ronaldo, seu parceiro no clube italiano, quanto com Lionel Messi, companheiro na Albiceleste. E essa oportunidade de poder atuar com os dois únicos [?]
11:30 | Set. 13, 2018
Autor O Povo
Foto do autor
O Povo Jornal
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Camisa 10 da Juventus e nome praticamente certo nas convocações da seleção argentina, Paulo Dyabala é um dos poucos jogadores do futebol mundial que temo privilégio de pode atuar tanto com Cristiano Ronaldo, seu parceiro no clube italiano, quanto com Lionel Messi, companheiro na Albiceleste. E essa oportunidade de poder atuar com os dois únicos vencedores do prêmio de melhor jogador do mundo desde 2008, para o próprio atacante, é um privilégio.

?Quer saber o que pensei quando Cristiano Ronaldo chegou à Juventus? Só pensei comigo mesmo que tive a oportunidade de jogar com Messi e agora tenho a chance de jogar com o Cristiano. É algo incrível?, disse Dybala em entrevista à Gazzetta dello Sport.

Apesar de ser unanimidade na Vecchia Signora, Dybala não tem sido titular no início da temporada nem em seu clube e muito menos na seleção, algo que perdura desde a Copa do Mundo. Mesmo assim, o atacante mostrou confiança com o projeto da Juve e com a reformulação pela qual está passando a seleção Argentina também em seu comando técnico.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

?Eu sempre venho com grande desejo de trabalhar, ainda mais com novos técnicos que transmitem positividade e nos passam mensagens bonitas. Somos um grupo muito agradável, jovem e ambicioso. Fiquei no banco (na seleção) porque cheguei atrasado, mas somos uma equipe que trabalha duro, haviam pessoas mais preparadas e o treinador tomou a decisão que eu respeito?, completou Dybala.

Gazeta Esportiva

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags