PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Sem espaço no Chelsea, Bakayoko é cedido por empréstimo ao Milan

A saída de Antonio Conte e a chegada de Maurizio Sarri mudou a situação de atletas do elenco do Chelsea. Enquanto alguns insatisfeitos ganharam a confiança do novo treinador e optaram pela permanência, como Willian, outros passaram a não fazer parte dos planos e estão sendo negociados. O último a deixar os Blues foi o [?]

11:30 | 14/08/2018

A saída de Antonio Conte e a chegada de Maurizio Sarri mudou a situação de atletas do elenco do Chelsea. Enquanto alguns insatisfeitos ganharam a confiança do novo treinador e optaram pela permanência, como Willian, outros passaram a não fazer parte dos planos e estão sendo negociados. O último a deixar os Blues foi o meio-campista Tiemoue Bakayoko, cedido por empréstimo ao Milan por uma temporada com opção de compra.

Bakayoko já tinha o negócio encaminhado com o clube italiano desde o último fim de semana, quando desembarcou em Milão para realizar exames médicos. Nesta terça-feira, não só foi oficializado o empréstimo, como o jogador já realizou seu primeiro treino com os novos companheiros. A expectativa é de que na equipe comandada por Gennaro Gattuso o francês seja utilizado com mais frequência.

Aos 23 anos, Bakayoko tem passagens por Rennes e Monaco, onde se destacou sob o comando de Leonardo Jardim, em um time que ainda tinha Bernardo Silva e Mbappé como protagonistas. Na última temporada foi negociado com o Chelsea por 40 milhões de libras (cerca de R$ 220 milhões) e, apesar do bom início, logo sofreu uma queda de rendimento e passou a receber poucas oportunidades.

Pelo empréstimo, o Milan vai pagar 5 milhões de euros (R$ 22 milhões) ao Chelsea e caso queira permanecer com o jogador em definitivo terá de desembolsar mais 35 milhões de euros (cerca de R$ 155 milhões). A cláusula já está definida em contrato.

A permanência no Chelsea era uma possibilidade para Bakayoko até a última semana, quando o clube inglês acertou com Kovacic, envolvido na negociação que levou Courtois ao Real Madrid. Dessa forma, além do reforço croata, o meio-campista francês teria de lidar com a concorrência de Kanté, Drinkwater, Barkley, Fabregas e Jorginho, que chegou como um pedido de Sarri.

Gazeta Esportiva

TAGS