PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Racing entra com recurso contra a não-punição do River Plate

O River Plate-ARG achou que poderia respirar aliviado quando a Conmebol decidiu não punir o clube pela escalação irregular do zagueiro Bruno Zuculini na Libertadores da América. No entanto, o caso não está resolvido ainda. Na tarde desta sexta-feira, o Racing-ARG, adversário do River Plate nas oitavas de final da Libertadores, entrou com recurso contra [?]

19:45 | 24/08/2018

O River Plate-ARG achou que poderia respirar aliviado quando a Conmebol decidiu não punir o clube pela escalação irregular do zagueiro Bruno Zuculini na Libertadores da América. No entanto, o caso não está resolvido ainda.

Na tarde desta sexta-feira, o Racing-ARG, adversário do River Plate nas oitavas de final da Libertadores, entrou com recurso contra a resolução da Conmebol, que não puniu o River. Em nota assinada pela diretoria do clube, o rival argentino considera a medida ?injusta? e ?arbitrária e injuriosa para a instituição?.

O caso de Bruno Zuculini interessa ao Santos, que enfrenta problema semelhante. O clube da Baixada Santista escalou o jogador Carlos Sanchez no empate por 0 a 0 contra o Independiente, na Argentina. No entanto, o jogador teria de cumprir suspensão, o que não foi informado pela Conmebol. Sanchez garante que estava apto para jogar.

Confira a nota do Racing na íntegra

O Racing Club informa que, frente aos acontecimentos de conhecimento público referidos ao caso de Bruno Zuculini e em resposta ao comunicado emitido pela Conmebol em 23 de agosto de 2018, o clube apresentou hoje [24] um recurso de reconsideração contra a resolução da Conmebol por considerá-la arbitrária e injuriosa para a instituição. Neste cenário que consideramos injusto, o Racing Club se reserva no direito de recorrer ao Tribunal Arbitral do Esporte para prosseguir com a reclamação.

Entenda o caso

O zagueiro Bruno Zuculini foi contratado pelo River Plate no início deste ano junto ao Hellas Verona, da Itália. O defensor foi escalado nas sete partidas do time na Libertadores, contra Flamengo, Independiente Santa Fé e Emelec na fase de grupos e Racing nas oitavas de final. No entanto, ele havia sido expulso em jogo da Copa Sul-Americana em 2013, pelo próprio Racing, e teria de cumprir dois jogos de suspensão em seu retorno ao futebol sul-americano.

Zuculini não cumpriu seus dois jogos logo que voltou já que a Conmebol, ao ser consultada pelo River Plate sobre uma possível suspensão ao jogador, informou ao clube que o jogador estava liberado. Devido ao erro, a entidade decidiu não punir o River Plate e o zagueiro cumprirá sua suspensão nos próximos dois jogos.

Gazeta Esportiva

TAGS