PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Neymar entra no fim, Di Maria brilha e PSG vence a Supercopa da França

Na manhã desse sábado, em partida realizada no Estádio de Shenzhen, na China, o Paris Saint-Germain conquistou a Supercopa da França ao atropelar o Monaco pelo placar de 4 a 0. O torneio é tradicionalmente disputado entre o campeão do Campeonato Francês e o campeão da Copa da França, mas como o time parisiense venceu [?]

11:15 | 04/08/2018

Na manhã desse sábado, em partida realizada no Estádio de Shenzhen, na China, o Paris Saint-Germain conquistou a Supercopa da França ao atropelar o Monaco pelo placar de 4 a 0. O torneio é tradicionalmente disputado entre o campeão do Campeonato Francês e o campeão da Copa da França, mas como o time parisiense venceu ambas as competições, o time do Principado, que foi vice da Copa da França, ganhou uma vaga na Supercopa.

Com muitos jogadores ainda retornando de férias e realizando trabalhos de pré-temporada, os dois clubes entraram em campo com times mistos. Mbappé e Cavani sequer foram relacionados, Neymar, que não jogava pelo PSG desde fevereiro, começou no banco, e entrou apenas aos 35 minutos do segundo tempo, ao passo que Buffon começou jogando e fez sua estreia em partidas oficiais com a camisa parisiense. O jogo foi muito movimentado desde o início, e aos 32 minutos do primeiro tempo, Di Maria abriu o placar. Seis minutos depois, Nkunku marcou o segundo, Timothy Weah ampliou aos 21 do segundo tempo e aos 46, Di Maria fechou a conta para coroar a ótima atuação.

O jogo ? A primeira chance da partida foi do PSG, e veio logo aos cinco minutos. Após troca de passes com Verratti e Rabiot, Di Maria ficou em boas condições e arriscou para o gol, mas mandou para fora. O Monaco respondeu aos 12 em finalização de Tielemans que acabou desviada por Thiago Silva, e o duelo começou a ficar mais quente e movimentado.

Aos 14, o time parisiense chegou novamente com Di Maria, que recebeu na esquerda, girou bem e finalizou para uma boa defesa do goleiro Benaglio. Aos 22, foi a vez do Monaco chegar com Pele, que chutou por cima da meta de Buffon. Aos 31, Rabiot foi derrubado na entrada da área, e o árbitro assinalou a falta. Di Maria, muito bem na partida, cobrou com perfeição para abrir o placar a favor do time de Paris.

O Monaco não desanimou, e conseguiu a resposta três minutos depois. Rony Lopes recebeu cruzamento na área, chegou antes da zaga e finalizou com muito perigo, tirando tinta da trave. A busca pela reação, no entanto, logo esfriou. Aos 38 minutos, Nsoki recebeu pela esquerda e cruzou rasteiro para Nkunku, que apenas completou para o gol, aumentando a vantagem do PSG na partida.

No primeiro minuto da etapa complementar, Buffon entrou em ação pela primeira vez na partida, ao realizar grande defesa após chute de Jovetic. No entanto, a noite era mesmo do PSG, e principalmente, de Di Maria. Aos seis, o argentino tentou a finalização, mas foi travado, aos sete, obrigou Benaglio a fazer importante defesa, e aos 12, invadiu a área com perigo, mas esteve em posição de impedimento.

Aos 21, Nsoki novamente recebeu pela esquerda, invadiu a área e rolou para Timothy Weah chegar batendo e marcar o seu primeiro gol oficial com a camisa do Paris Saint-Germain. Aos 24, Di Maria voltou a dar trabalho para Benaglio, e aos 25, Nkunku parou na trave.

Aos 35 minutos, o treinador Thomas Tuchel promoveu a entrada de Neymar no lugar de Verrati. Com o jogo já resolvido, o brasileiro até tentou uma ou outra jogada, mas teve uma participação tímida. Já nos acréscimos, aos 46, ainda houve tempo para Di Maria coroar a ótima atuação e fechar a goleada por 4 a 0.

Gazeta Esportiva

TAGS