PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Governo do Uruguai critica Fifa após intervenção na AUF

Nesta quarta-feira, o governo do Uruguai criticou a decisão da Fifa de intervir na Associação Uruguaia de Futebol (AUF) em meio à possibilidade da federação local convocar eleições para a escolha de um novo presidente, já que Wilmar Valdez renunciou ao cargo no final de julho por conta de supostos áudio. Após o episódio, o ex-mandatário [?]

17:00 | 22/08/2018

Nesta quarta-feira, o governo do Uruguai criticou a decisão da Fifa de intervir na Associação Uruguaia de Futebol (AUF) em meio à possibilidade da federação local convocar eleições para a escolha de um novo presidente, já que Wilmar Valdez renunciou ao cargo no final de julho por conta de supostos áudio.

Após o episódio, o ex-mandatário passou a ser investigado pelo Ministério Público local e os candidatos a ocupar seu posto, Eduardo Abulafia e Arturo do Campo, não cumpriram os requisitos exigidos pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) para concorrer à presidência.

Diante desse cenário, a Fifa decidiu por intervir na AUF. O órgão responsável por organizar o futebol mundial nomeou um comitê com poder imediato para gerenciar a federação uruguaia. Maria Julia Muñoz, ministra da Educação e Cultura, que administra todas as associações civis locais, entre elas a AUF, criticou a ação da Fifa.

?As mudanças de estatuto e o que deve fazer uma associação dentro do Uruguai é competência do país, e não dos organismos que estão por fora?, disse a ministra em entrevista coletiva, criticando a decisão da entidade máxima do futebol em revisar o estatuto e organizar a eleição na federação.

Por fim, Julia Muñoz disse que está ?observando? as tratativas entre os próprios membros da AUF para reverter o imbróglio e, caso necessário, está disposta a se reunir com o presidente da Fifa, Gianni Infantino.

Gazeta Esportiva

TAGS