Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Após 18 anos, CSA e CRB voltam a fazer clássico alagoano na Série B

Neste sábado, CSA e CRB finalmente se reencontrarão em uma partida oficial de Campeonato Brasileiro, algo que não acontece há 18 anos. Pela décima rodada da Série B, os rivais alagoanos, que vivem situações distintas na competição, se enfrentam a partir das 16h30 (no horário de Brasília), no Estádio Rei Pelé. Enquanto o Azulão é [?]
20:15 | Jun. 08, 2018
Autor O Povo
Foto do autor
O Povo Jornal
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Neste sábado, CSA e CRB finalmente se reencontrarão em uma partida oficial de Campeonato Brasileiro, algo que não acontece há 18 anos. Pela décima rodada da Série B, os rivais alagoanos, que vivem situações distintas na competição, se enfrentam a partir das 16h30 (no horário de Brasília), no Estádio Rei Pelé. Enquanto o Azulão é o vice-líder, com 18 pontos ganhos (cinco a menos que o líder Fortaleza), o Rubrão é o 18º, com apenas sete pontos, três a menos que o Brasil de Pelotas, primeiro fora da zona do rebaixamento.

O último Clássico das Multidões válido pelo campeonato nacional foi disputado em 2000, ainda pelo módulo amarelo, equivalente à segunda divisão, da Copa João Havelange. Em partida realizada no dia sete de setembro, data do aniversário alviceleste, quem venceu foi o Galo, por 2 a 0, com gols de Robson e Tico. Na decisão do Campeonato Alagoano 2018, porém, quem levou a melhor foram os celestes.

Mesmo diante da fase complicada que vive o rival na Série B, o técnico Marcelo Cabo, do CSA, faz questão de apontar que, por se tratar de um clássico, não há favoritismo definido.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

?Clássico é clássico. Independentemente do momento que vive cada equipe na competição, há a tradição, são as duas maiores equipes do estado de Alagoas, é um clássico que revive novamente no cenário nacional, depois de 18 anos. Isso tudo é um ingrediente legal para que a gente possa ter um clássico em paz e possa abrilhantar o público com um bom jogo e eu acho que quem ganha com isso é o futebol de Alagoas que vai poder mostrar um grande clássico para todo o cenário nacional?, afirmou, em coletiva de imprensa.

Para o duelo, o comandante confirmou a presença do goleiro Mota e do zagueiro Roger entre os titulares de sua equipe. O arqueiro gerou dúvidas após uma atuação ruim contra o Guarani, mas estará na meta alviceleste. O defensor, por sua vez, ganha a disputa com Elivélton, que se recuperou de lesão, mas ainda não está com ritmo de jogo. Com a suspensão de Leandro Souza, Ferrugem ganhará a vaga no meio.

No CRB, por outro lado, o clássico é visto como uma oportunidade de ouro para desencadear uma reação regatiana no campeonato. Para o técnico Júnior Rocha, um resultado positivo em um jogo como este aumenta a moral da equipe para a sequência da temporada.

?Esse jogo contra o CSA é muito importante para nossa equipe. Uma boa apresentação em um clássico, diante de um adversário que a gente conhece bem, pode ser o início da nossa reação na temporada. Vamos nos doar ao máximo para buscar a vitória nesta partida?, afirmou o treinador, que também alertou para a qualidade do rival. ?O CSA é um adversário muito forte, que vem fazendo um grande começo de Série B. Temos que ter o máximo de atenção para não errar?, disse, em coletiva de imprensa.

O Galo aguarda a liberação do lateral Diogo Mateus, que se recupera de lesão muscular, para confirmar os 11 jogadores que começarão a partida. Caso não fique à disposição, Eduardo ratinho deve começar jogando. A novidade fica por conta do lateral esquerdo recém-contratado Rafael Carioca, que deve fazer sua estreia pelo clube. Neto Baiano, que cumpriu suspensão diante do Coritiba, volta à equipe.

FICHA TÉCNICA

CSA x CRB

Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL)

Data: 09 de junho de 2018, sábado

Horário: 16h30 (de Brasília)

Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)

Assistentes: Bruno Raphael Pires (GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)

CSA: Mota; Celsinho, Roger, Xandão e Rafinha; Edinho, Ferrugem, Didira e Daniel Costa; Niltinho e Michel

Técnico: Marcelo Cabo

CRB: João Carlos; Diogo (Ratinho), Everton Sena, Anderson Conceição e Rafael Carioca; Claudinei, Lucas, Tinga e Cleiton Xavier; Diego Rosa e Neto Baiano.

Técnico: Júnior Rocha

Gazeta Esportiva

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags