PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Maicon sobre São Paulo: ?Não deixou de ganhar títulos por minha causa?

Capitão e um dos principais destaques da vencedora equipe do Grêmio, Maicon foi do inferno ao céu. Anteriormente no São Paulo, o meia era um dos jogadores mais criticados no Tricolor paulista pela própria torcida. Nesta segunda-feira, o atleta se defendeu das críticas, ainda assim agradecendo o período que passou no Soberano. ?Não mudei meu [?]

16:15 | 07/05/2018

Capitão e um dos principais destaques da vencedora equipe do Grêmio, Maicon foi do inferno ao céu. Anteriormente no São Paulo, o meia era um dos jogadores mais criticados no Tricolor paulista pela própria torcida. Nesta segunda-feira, o atleta se defendeu das críticas, ainda assim agradecendo o período que passou no Soberano.

?Não mudei meu estilo de jogar. Lá no São Paulo, jogava da mesma maneira. Infelizmente aconteceram algumas coisas lá. A gente vê a situação do clube, mas quem sou eu para julgar? Sou muito grato, joguei três anos lá, ganhei Sul-Americana, atuei em 160 jogos, não cai de para-quedas. Tenho minhas qualidades. Infelizmente a gente sabe que a situação do São Paulo hoje não foi culpa do Maicon, não deixou de ganhar títulos por minha culpa. Achei que era o momento de sair, e se eles realmente achavam que eu era o problema, ia procurar outro lugar para ser feliz?, explicou ao SporTV.

Maicon também falou sobre a mudança de posição pela qual passou na carreira, destacando que foi recuando de lugar no gramado ao entrar em contato com outros jogadores, mais experientes, no futebol carioca.

?Eu era camisa 10. Gostava de pegar a bola, partir para cima, driblar. Quando cheguei no Fluminense, com jogadores mais experientes, eles pediram para eu ter calma, passar. Meu melhor fundamento sempre foi o passe. Fui melhorando e acabei recuando um pouco para jogar de volante, porque tenho maior precisão de sair por trás com a bola, ver o campo todo e a facilidade para achar os companheiros?, afirmou o jogador, que ainda fez piada.

?Se tivesse feito isso antes (mudança de posição), poderia ter dado certo, como não poderia. Mas ganha dinheiro quem joga lá na frente e faz gol, então eu queria jogar na frente (risos)?, brincou.

Por fim, o gremista revelou que sua renovação de contrato com a equipe está bem encaminhada e destacou a qualidade do companheiro de elenco Arthur, alvo do Barcelona.

?Estamos conversando tem um mês, desde a final do Campeonato Gaúcho. Acredito que hoje (segunda-feira), devemos resolver essa situação. Estou muito feliz, agradeço muito a confiança do presidente, da diretoria, de todo o grupo. Se não fosse com a ajuda, isso talvez não estaria acontecendo. Torcer por mais sucesso nos próximos anos e eu poder terminar minha carreira no Grêmio como comecei?, contou.

?Sempre vi muita qualidade nele. O controle de bola dele é absurdo, ninguém tira a bola dele, chegava a irritar nos treinos. Falei: ?Arthur, você com a bola no pé é um gênio?. Estilo de jogo dele é de Barcelona?, finalizou o jogador.

Gazeta Esportiva

TAGS