PUBLICIDADE
Futebol


Lyon vira em cima de Wolfsburg e conquista tri da Champions Feminina

Mais uma vez o desfecho da Liga dos Campeões feminina se repetiu, pelo terceiro ano seguido, com o Lyon se sagrando tricampeão. O time francês venceu o alemão Wolfsburg por 4 a 1 nesta quinta-feira (24), em Kiev, na Ucrânia em jogo acirrado durante os 90 minutos. No entanto, na prorrogação, cinco gols e o [?]

17:30 | 24/05/2018

Mais uma vez o desfecho da Liga dos Campeões feminina se repetiu, pelo terceiro ano seguido, com o Lyon se sagrando tricampeão. O time francês venceu o alemão Wolfsburg por 4 a 1 nesta quinta-feira (24), em Kiev, na Ucrânia em jogo acirrado durante os 90 minutos. No entanto, na prorrogação, cinco gols e o título carimbado para as francesas, que viraram o placar e conquistaram a quinta Champions do clube.

O jogo no Valeriy Lobanovskyi Stadium, contou com um público de 14.237 torcedores e foi uma prévia para a final masculina que acontece na mesma cidade no sábado (26). Foi o terceiro encontro entre os times em finais da Champions, com uma vitória para cada lado, antes da partida. Em 2013, o Wolfsburg foi o campeão e em 2016, o Lyon deu o troco, começando a era de soberania no torneio europeu. O time francês é o maior vencedor da Liga feminina.

Após 90 minutos amarrados sem chances claras de gols, o decisão foi para a prorrogação. O tempo normal acabou com a polêmica de um gol mal anulado a favor do Lyon, aos 23 minutos do segundo tempo. Em cobrança de escanteio, a bola entra após cabeceio, mas a zaga alemã tira pouco depois da linha e o juiz mandou o jogo seguir.

Já no primeiro tempo da prorrogação, 15 minutos eletrizantes, com quatro gols e uma expulsão. Logo aos três minutos, o Wolfsburg abriu o placar com Pernille Harder que chutou de meia distância e chegou ao seu oitavo gol em oito jogos pela disputa. No entanto, as alemãs sofreram um golpe logo em seguida, com o segundo amarelo de Popp.

Com uma a menos, o Wolfsburg sentiu a pressão adversária e em apagão, levou três gols em cinco minutos. Amandine Henry empatou e um minutos depois Le Sommer confirmou a virada. Ada Hegerberg de primeira caumentou a vantagem francesa. No segundo tempo, o Lyon administrou e ainda conseguiu fechar a conta com Abily, em um Wolfsburg já entregue.

 

 

 

Gazeta Esportiva

TAGS